Quem diria, agora o muscle car da GM gosta de fazer curvas como um esportivo europeu

A Chevrolet tem muito o que agradecer aos compositores de músicas "populares" brasileiras. Se há um carro que ficou no imaginário das pessoas justamente por ser citado em inúmeras canções, este é o Camaro. Tudo bem que boa parte dos compradores não tenha ideia da história deste nome ou da capacidade esportiva do modelo. Mas o fato é que ele se tornou um dos esportivos mais vendidos do país. 

Ao mesmo tempo, porém, o Camaro afastava alguns compradores que queriam realmente ter um bólido nas mãos por diversão. Orgulhava-se de seu motor V8 6.2 de 406 cv, mas só se dava bem em linha reta. Alguns esportivos europeus com menos potência eram capazes de andar na frente com seus propulsores mais modernos e câmbios mais rápidos. A transmissão do Camaro tinha 6 marchas, mas sua programação parecia ter vindo do Onix. 

 

Chevrolet Camaro SS Conversível 2017

 

A nova geração do Camaro quer esquecer tudo isso (até seus hits sertanejos) e mostrar que, mesmo após os 50 anos de carreira, pode mudar seus hábitos e criar uma nova fama diante da concorrência. Aproveitando o verão (eu precisava de um bronzeado), escolhemos o Camaro SS Conversível para comprovar se isso tudo é verdade. 

Sem medo dos alemães

Poucos sabem, mas o Camaro de quinta geração usava a mesma plataforma do Omega australiano, aquele que foi importado ao Brasil após o fim do modelo nacional. Era um carro com muita força, mas sem um "chão" à altura, especialmente por sua traseira rebelde. A direção era imprecisa e lenta, o que dificultava qualquer tocada mais rápida numa serra, por exemplo. Acompanhar um M3 ou C63? Era melhor deixar quieto. 

 

 

 

A sexta geração nasce de uma base muito mais moderna, vinda do Cadillac ATS. Enquanto todos os carros estão crescendo, o Camaro diminuiu para ficar mais dinâmico e rápido. Foram 52 mm a menos no comprimento, 40 mm no entre-eixos, 23 mm na largura e 38 mm na altura. Mas do que isso, suspensão, direção, estrutura...tudo colaborou para construir um Camaro bom de curvas e com uma traseira mais obediente, mesmo se provocada. Só faltaram os amortecedores adaptativos, item opcional nos Estados Unidos, para acompanhar os freios Brembo com quatro pistões em cada roda.

Chevrolet Camaro SS Conversível 2017
Chevrolet Camaro SS Conversível 2017

Outra mudança que significou muito nesta nova fase do Camaro está no coração: ele ainda usa um motor V8 6.2 aspirado, mas agora ele é o novo LT1 vindo do Corvette, todo feito em alumínio, mais leve e compacto, com injeção direta de gasolina, sistema que desliga 4 cilindros em velocidade de cruzeiro e...16 válvulas. Segundo a GM, duas válvulas por cilindro poupam peso no sistema, perda energética e cumprem bem o papel nesse caso. A resposta vem em forma de 461 cv (o antigo tinha 406 cv) e 62,9 kgfm de torque que empurram qualquer corpo contra os bancos quando o controle de largada é acionado.

A teoria na prática

O Camaro continua sendo aquele carro grande e pesado, com capô logo, vidros pequenos e espaço interno limitado. Se comparar, por exemplo, com o BMW M2, ele é mais claustrofóbico e exige costume de quem está ao volante para saber onde começa e onde acaba cada parte da carroceria. Mas sua tocada não assusta. Parece que estamos dirigindo um carro menor e mais leve, por conta das reações da direção, suspensão e carroceria. 

Chevrolet Camaro SS Conversível 2017
Chevrolet Camaro SS Conversível 2017
Chevrolet Camaro SS Conversível 2017

Qualquer toque na volante é respondido de imediato pelo Camaro, com uma relação quase perfeita entre máquina e piloto. A suspensão é firme, as rodas dianteiras apontam aonde você quiser e a traseira se mantém firme em seu lugar. Até acontecem leves rabeadas, mas corrigir isso é tão fácil que nem parece que estamos falando de um carro americano, mas sim de um europeu. 

A conversa entre o motor V8 e o câmbio de oito marchas colabora nesta "aventura" bem sucedida. Se a ideia é andar "de boa", ele entende e faz as trocas de marcha a 2.000 rpm, sem trancos. Em velocidade de cruzeiro, ainda são desligados 4 cilindros, colaborando no consumo. Durante nossa convivência, a média foi de 6,2 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada. Não é ruim para um "V8tão" aspirado de 461 cv. Mas não vou mentir dizendo que ele é um ótimo carro para uso diário: o SS é duro, grande e os pneus de aro 20" com perfil baixo pedem socorro pelas judiadas ruas brasileiras.

 

Chevrolet Camaro SS Conversível 2017

 

Grande trunfo do Camaro está no seletor de modo de condução: é possível mudar o comportamento do esportivo com o toque de um botão entre o "Tour", para passeios tranquilos e calmos; "Sport", no qual as marchas são trocadas em rotações mais elevadas e a direção fica mais rígida; "Track", quando o Camaro está sempre pronto para atacar curvas, retas e oponentes; e a "Snow/Ice", quando os controles são mais mansos e a direção fica extremamente pesada para pisos escorregadios. 

Não chegamos a levar o Camaro conversível para o teste instrumentado, mas fizemos isso com o Coupé e a evolução foi notória: a aceleração de 0 a 100 km/h levou apenas 5,2 segundos e a retomada de 80 a 120 km/h foi cumprida em somente 2,9 s. A frenagem de 100 km/h a zero precisou de parcos 35,6 metros. São números dignos de esportivos europeus. Com a capota aberta, então, o ronco do V8 e os pipocos no escape se tornam motivos para gargalhar ao volante. Com a capota fechada, percebemos um bom isolamento acústico e térmico, além do acabamento do interior que está muito mais apurado. O SS vem com a multimídia MyLink 2 com espelhamento de smartphones via Apple CarPlay e Android Auto, além de luzes internas configuráveis. Ainda bem, pois estamos falando de um carro de R$ 338.000. 

Chevrolet Camaro SS Conversível 2017
Chevrolet Camaro SS Conversível 2017

O recado dia então é o seguinte: esqueça o que você conhece sobre o Camaro. Assista ao nosso vídeo, e o veja com outros olhos quando cruzar com um pelas ruas. Se pensar em qualquer música que tenha Camaro na letra, apague da sua mente também. Estamos diante de um verdadeiro esportivo, não apenas de um objeto de ostentação em música popular.  

 

 Chevrolet Camaro Conversível SS 2017

MOTOR dianteiro, longitudinal, oito cilindros em "V", 16 válvulas, 6.162cm³, duplo comando com variador na admissão, gasolina
POTÊNCIA/TORQUE 461 cv a 6.000 rpm / 62,9 kgfm a 4.400 rpm
TRANSMISSÃO automática de oito marchas, tração traseira
SUSPENSÃO independente, McPherson, na dianteira e independente, multilink, na traseira
RODAS E PNEUS 245/40 R20 (D) e 275/35 R20 (T)
FREIOS discos ventilados na dianteira e traseira, pinças Brembo com 4 pistões 
PESO 1.798 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.784 mm, largura 1.897 mm, altura 1.340 mm, entre-eixos 2.812 mm
CAPACIDADES porta-malas 208 litros, tanque 72 litros
PREÇO R$ 338.000

Chevrolet Camaro SS Conversível

Foto de: Rafael Munhoz