A Volkswagen foi mais realista do que a Fiat com a meta do novo Polo. Durante o lançamento, fontes disseram que as vendas deveriam ficar entre 4.000 e 4.500 unidades. Chegou muito perto desta meta no primeiro mês completo, com 3.833 veículos. A marca ainda segura as entregas das versões com painel digital, um de seus destaques, que só estarão nas mãos dos clientes a partir de janeiro.