A nova geração do sedã será mostrada no Salão de Detroit. Após isso, seu lançamento no Brasil é questão de tempo, principalmente por continuar a ser produzido no México, de onde já foi importado para cá. Será bem maior que a geração atual, até para se distanciar do Virtus, modelo do qual herdará muitas soluções de estilo, como a terceira janelinha lateral e a linha de teto curva. Manterá o motor 1.4 TSI nas versões de entrada, mas com mais potência e câmbio de 8 marchas (contra 6 do atual). Já a versão 2.0 TSI passará a 230 cv.