Com informações de Fábio Trindade - As especulações sobre a chegada do Ford Everest ao mercado brasileiro começaram ainda em março de 2022, quando o SUV médio ganhou nova geração acompanhando as alterações vistas na Ranger. A picape e o utilitário esportivo compartilham desde então a mesma plataforma.

O Ford Everest faz bastante sucesso no mercado asiático, mas com a nova geração vieram os planos de aumentar a atuação global do SUV. No final de março, uma unidade do modelo foi flagrada no Brasil, na versão Titanium, sem qualquer camuflagem e com placa verde. Não é estranho ver o utilitário na Bahia, pois a Ford possui um centro de desenvolvimento em Camaçari, dentro do SENAI Cimatec, batizado como Ford Park.

Os engenheiros ajudam no desenvolvimento de modelos globais, além do processo de tropicalização de futuros lançamentos no país, em conjunto com o campo de provas em Tatuí (SP). Apesar destes fortes sinais da chegada do Ford Everest ao mercado brasileiro, sendo importado da Argentina como a Ranger, será mesmo que o SUV tem futuro por aqui? 

Ford Everest - Flagra no Brasil

Ford Everest - Flagra no Brasil

Ford Everest no Brasil (?)

Na última semana, a Ford anunciou o início da produção dos motores 2.0 e 3.0 V6 turbodiesel na Argentina, abastecendo a linha de montagem da Ranger por lá. Nosso diretor, Fábio Trindade, conseguiu informações de primeira mão com altos executivos da marca sobre a possibilidade de vermos o Everest também no Brasil.

Vale lembrar que, por aqui, o SUV da Ranger teria que competir com nomes bem estabelecidos nessa categoria. Entre eles estariam Toyota SW4, Chevrolet Trailblazer e Mitsubishi Pajero Sport. Logo, a Ford teria que fazer uma aposta com um produto que seria inédito para marca em território nacional.

Um dos executivos declarou que a prioridade da Ford neste momento é consolidar a Ranger, fato que vem sendo construindo como "uma maratona", qualificando a rede tanto em atendimento de excelência como em assistência de alta qualidade. Antonio Baltar, Diretor de Vendas da Ford América do Sul, destacou que este trabalho de bastidor já começa a mostrar resultados, mas é algo de médio a longo prazo. Assim, a chegada do Everest teria que esperar que a Ranger comece a caminhar com mais facilidade por aqui.

Lançar um novo produto inédito demandaria esforço extra e divisão de foco entre a Ranger e Everest, e por este motivo destacam a necessidade de deixar a Ranger mais madura no mercado brasileiro. Quando questionados, todos os executivos, até mesmo o Presidente da Ford América do Sul, Martín Galdeano, dizem quem o SUV não está no plano de médio prazo, mas sempre seguem estudando as possibilidades.

Ford Everest 2023

Ford Everest 2023

O que sabemos sobre o Ford Everest?

O Everest segue uma fórmula bem conhecida por aqui, sendo um SUV baseado na Ranger da mesma forma que a Toyota tem o SW4 e a Chevrolet faz o Trailblazer, compartilhando plataforma, motores e boa parte da carroceria. A identidade visual é a mesma, com os faróis no mesmo formato, mudando somente o para-choque. A traseira, claro, é diferente por ser um utilitário, usando lanternas horizontais.

Como usa a mesma mecânica, pode chegar com as mesmas opções, como o 2.0 biturbo diesel de 210 cv e o 3.0 V6 turbodiesel de 250 cv, o que seria uma diferencial em comparação aos rivais, que contam com somente uma motorização. No caso da versão Titanium vista na Bahia, ela é oferecida na Tailândia com o motor 2.0 biturbo, com equipamentos como câmera 360°, faróis de LED matrix, central multimídia de 12 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay sem fio e sete lugares.

Em todos os casos o câmbio é sempre automático de 10 marchas. A tração é 4x2 ou 4x4 nas versões de entrada e sempre 4x4 nos modelos de topo. Dados de fábrica indicam capacidade de reboque de 3.500 kg, independentemente da versão. Destaque ainda para os modos de condução Normal, Eco, Tow/Haul, Slippery, Sand e Mud/Ruts (estes últimos exclusivos dos modelos Trend 4x4, Sport e Platinum).

Galeria: Novo Ford Everest 2023 - Versões

Envie seu flagra! flagra@motor1.com