Depois de Renault, Fiat, Ford, Honda e Hyundai, a Toyota caminha para ser a próxima grande montadora a entrar no segmento de picapes monobloco. Rumores sobre o desenvolvimento de inédita caminhonete circulam desde março e começam a ser confirmados por dirigentes da própria marca. Prova disso foi dada recentemente pela agência de notícias Automotive News, que conversou com dois importantes executivos.

O primeiro deles foi o vice-presidente de operações automotivas da marca, Jack Hollis, que disse à publicação "haver espaço" na gama para novo modelo posicionado abaixo das atuais picapes Tundra, Tacoma e Hilux. O motivo principal seria o crescimento destas picapes nas últimas gerações, o que acabou abrindo caminho para o surgimento de opções de menor porte.

Galeria: Toyota Hilux GR-S - Brasil

Cooper Ericksen, vice-presidente de planejamento e estratégia de produtos, compartilha da mesma opinião. "Chegamos ao ponto em que não podemos ficar maiores, francamente, por causa das limitações de porte e da capacidade de caber em uma garagem - algo bastante considerado na hora da compra", disse. Não à toa, a Toyota já admite que realiza estudos sobre o lançamento de uma picape menor.

"É inegável que esses produtos têm um lugar no mercado", admitiu Ericksen sobre rivais como Ford Maverick e Hyundai Santa Cruz. "Qual é o tamanho desse segmento? Eu não sei, mas é algo que precisamos analisar e descobrir se é uma área em que deveríamos atuar. Quanto mais Ford e Hyundai venderem, mais saberemos sobre o potencial e veremos se esse é o espaço em que queremos entrar", disse.

Toyota Tundra 2022
Tundra poderá ser inspiração para o design

Questionado sobre detalhes, Ericksen disse que o modelo poderá seguir a mesma proposta das concorrentes. "Provavelmente precisamos de algo um pouco mais espaçoso por dentro, ou seja, de um conceito de SUV com caçamba", revelou. A declaração reforça os rumores de que a Toyota projetará a nova picape a partir da plataforma do RAV4, ou seja, sobre a arquitetura TNGA-K.

Toyota RAV4 2023
RAV4 emprestará plataforma para nova picape

Na prática, será o mesmo esquema adotado pela Maverick, desenvolvida na base do Bronco Sport e do Escape (rivais diretos do SUV japonês). A chegada ao mercado, porém, não será imediata, pois deverá acontecer junto com a próxima geração do RAV4, a ser lançada dentro de dois anos. A vantagem é que a nova encarnação do crossover será ainda mais eletrificada e permitirá que a inédita picape conte com versões híbridas e até elétrica.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com