O gosto amargo do encerramento das atividades fabris da Ford no Brasil, anunciada em janeiro de 2021, estava começando passar. Mas a empresa ainda não deu destino certo para todas as suas unidades produtivas que foram desativadas. Enquanto a linha de São Bernardo do Campo (SP) já tinha sido vendida e deve virar um centro comercial, agora foi a vez de a Ford anunciar a venda da fábrica de Taubaté (SP).

A linha de montagem no interior paulista era dedicada à produção de motores e transmissões, abastecendo principalmente a finada linha nacional formada por Ka, Ka Sedan e EcoSport. Enquanto a unidade de São Bernardo do Campo havia sido vendida antes mesmo do anuncio do fim da produção no Brasil pela Ford, Taubaté continuou operando até a parada repentina que ocorreu no início do ano passado.

Ford Taubaté - Motores e Transmissão
Linha montagem de motores e transmissão da Ford em Taubaté (SP)

Em comunicado oficial, a empresa se limitou a dizer apenas que "A Ford anunciou hoje a assinatura de um compromisso de compra e venda para a fábrica de Taubaté, SP, com a São José Desenvolvimento Imobiliário. A partir de agora começa o processo de diligência conjunta". Apesar do anúncio, a transação ainda deve ser aprovada - ou não - pelo CADE, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica. O prazo para a conclusão da análise da transação é de 60 a 90 dias.

A São José Desenvolvimento Imobiliário é uma das empresas que comprou o antigo terreno e os prédios da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo. Com mais de 1 milhão de metros quadrados de terreno e 500 mil metros quadrados de área construída, a antiga unidade fabril deverá abrigar agora uma série de galpões modulares e servirá às atividades comerciais. Ainda não foi anunciado o que será feito na fábrica da Ford em Taubaté, mas com a compra pela mesma empresa, seu destino não deve ser muito diferente.

Com o anúncio das vendas de São Bernardo do Campo e Taubaté, a Ford ainda precisa resolver a venda de mais duas unidades fabris. Camaçari (BA), era a maior fábrica da empresa no Brasil e fabricava a linha Ka e EcoSport. Já Horizonte (CE), era bem menor e abrigava a produção dos jipes da Troller. As operações da Ford no Brasil hoje se resumem à importação de modelos como Ranger, Territory, Bronco Sport, Maverick e Mustang, além de manter centros de desenvolvimento em Tatuí (SP) e Camaçari (BA), que permanece em operação apesar do fechamento da fábrica.

VEJA MAIS NO MOTOR1.COM

Esta é a nova Ford Ranger 2023 que será vendida no Brasil. A nova geração da picape média pega carona no sucesso da F-150 para compor seu novo visual e também no acabamento interno. Para a montadora, é a Ranger mais inteligente, capaz e versátil que já existiu e será vendida em 180 países. Apesar de chegar ao Brasil apenas em 2023, a picape já faz sua estreia de forma oficial, revelando seu design, tecnologias e motores.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com