Desde 1º de maio, entrou em vigor uma nova redução do IPI, o Imposto sobre Produtos Industrializados, por meio do decreto 10.055/2022. A alíquota cobrada foi inicialmente reduzida em 25% para diversos produtos ainda no mês de fevereiro. Agora, com a nova redução, a alíquota atingiu uma diminuição total de 35% sobre o que era cobrado normalmente.

Mas aí começa a confusão burocrática típica brasileira. Primeiro que a redução inicial de 25% não valia para automóveis, que tiveram redução de 18,5%. Agora, a nova redução que totaliza 35% de diminuição da alíquota do IPI será valida somente para veículos classificados como picapes ou caminhonetas, flex ou diesel e com peso bruto total de até 5 toneladas. Todos os demais automóveis continuam com a redução de 18,5% somente.

A redução inicial resultou em somente 1% ou 2% de desconto nos preços dos veículos. A nova redução, teria potencial para diminuir os preços em cerca de 1% a mais, sem considerar outros custos. No entanto, será menos ainda que o previsto. A Ford foi a primeira montadora a anunciar o repasse integral do novo IPI aos seus veículos elegíveis. Neste caso estamos falando de Ranger, Maverick e Transit furgão.

Os descontos do IPI no preço dos veículos da Ford

Ford Maverick Lariat FX4 2022

Com a medida, o preço público dos 3 modelos teve uma redução de 0,8% sobre o que era cobrado anteriormente ao decreto. Os demais veículos da marca não foram afetados pelo decreto, mantendo os preços. A Ranger Black, por exemplo, antes tabelada em R$ 220.490, agora sai por R$ 218.730 após desconto de R$ 1.760. A Ranger Storm passou de R$ 255.090 para R$ 253.050 após redução de R$ 2.050.

Já para a Ford Maverick, oferecida na versão única Lariat FX4, a redução no preço foi de R$ 1.880, saindo de R$ 235.190 e indo para 233.310. Já a Transit Furgão, lançada no mês passado e já testada pelo Motor1.com, ficou R$ 1.920 mais em conta, saindo por a partir de R$ 237.980. O preço original era de R$ 239.900. Vale lembrar que todos esses preços tem como base Brasília (DF), o ICMS de cada estado influenciará o valor final.

“Aplicamos integralmente a redução do imposto nos modelos que estão contemplados no novo decreto. E, valorizando a transparência com o consumidor, anunciamos também que resolvemos postergar o aumento de preço da Ranger que estava previsto para o começo de maio, devido à inflação de custos da indústria. Portanto, é uma excelente oportunidade de compra da Ranger”, diz Jefferson Silva, gerente de Marketing de Varejo da Ford.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com