À venda no mercado internacional desde 2018, o Classe A Sedan parece que não terá vida longa no portfólio da Mercedes-Benz. De acordo com reportagem recente do site Motor.es, o modelo cumprirá o ciclo de vida atual e posteriormente será descontinuado sem direito a sucessor. Dessa forma, ficará no mercado até por volta de 2025 e logo depois sairá de linha sem nova geração.

A decisão ainda não foi oficializada (e dificilmente seria), mas é dada praticamente como certa. Tem como principal motivação o encolhimento do segmento de sedãs em diversos mercados mundo afora, especialmente na Europa. Por lá, o fenômeno é tão forte que tem afetado até mesmo nomes emblemáticos, como o Volkswagen Passat, que recentemente se despediu do mercado.

Além disso, pesa contra o Classe A Sedan o enxugamento programado pela própria Mercedes para o portfólio de modelos compactos. Atualmente, a marca conta com aproximadamente 8 veículos na faixa de entrada e planeja reduzir esse número nos próximos anos. Modelos já consagrados serão renovados, como Classe A Hatchback, GLA e GLB, mas o três-volumes não terá a mesma sorte.

Dessa forma, caberá ao CLA - carroceria estilo cupê de quatro portas - preencher a lacuna deixada pelo sedã. Falando em CLA, a estilosa variante Shooting Brake também não terá vida longa. Assim como o Classe A Sedan, permanecerá no mercado até 2025, cumprindo todo o ciclo de vida da geração, e na sequência sairá de linha sem sucessor. Na prática, acabará sendo substituída por um SUV elétrico.

Mercedes CLA Shooting Brake 2019

Peruas, de modo geral, não terão espaço no futuro portfólio da Mercedes. Até 2030, todas as stations da marca serão descontinuadas para dar lugar a veículos inéditos de carroceria alternativa.

Veja também

Envie seu flagra! flagra@motor1.com