A Toyota abriu o terceiro turno de sua fábrica em Sorocaba, interior de São Paulo, como já antecipado pela marca em setembro. Isso significa que a planta da marca japonesa começa a operar 24 horas por dia, com isso haverá um aumento considerável na produção de Corolla Cross, Yaris e Yaris Sedã, bem como o Etios (também com as duas carrocerias) – este último destinado apenas para exportação.

De acordo com o comunicado da Toyota, o aumento da produção do Corolla Cross, Yaris e Etios tem como objetivo atender a demanda por estes modelos, que vêm crescendo tanto no Brasil como na América Latina. Para o mercado brasileiro em específico, o Corolla Cross vem subindo no ranking de vendas de forma constante e até superou o Corolla em julho, algo inédito já que nenhum outro Toyota tinha vendido até então mais que o sedã no país.

Fábrica da Toyota em Sorocaba - mulheres na produção

Com o terceiro turno já a todo vapor, a produção anual da fábrica de Sorocaba vai crescer nada menos que 30% em relação a capacidade atual. Com isso, o volume de produção no ano passará dos atuais 122 mil veículos para 158 mil unidades, um acréscimo de 36 mil unidades. Vale lembrar que, com esse aumento na produção, a fábrica de Sorocaba se consolida como a maior produtora de veículos eletrificados da América Latina.

Mulheres na operação de Sorocaba

Outro anúncio importante da Toyota sobre o terceiro turno na fábrica de Sorocaba é em relação as vagas que foram abertas, no qual 37% das contratações foram de mulheres. Uma margem bastante representativa em um setor que historicamente é masculino. Para maior equidade de gênero, a Toyota afirma que já havia implementado algumas mudanças desde 2020. Como exemplos houve a adaptação dos uniformes na operação para mulheres e condições de trabalho que permitam a permanência feminina na empresa, com a possibilidade de extensão da licença-maternidade, atenção no retorno das mães e flexibilidade de horário.

Fábrica da Toyota em Sorocaba - mulheres na produção

Os resultados dessas ações vieram em agosto deste ano, quando foram anunciadas as vagas para a abertura do terceiro turno. De 2 mil candidatos inscritos, 37% eram mulheres, muitas delas incentivadas por cônjuges, parentes próximos, ou até mesmo indicações de colaboradores internos, que participaram ativamente para o preenchimento das vagas. “O empenho e a dedicação de todos foram tão grandes, que nossas expectativas foram superadas, mostrando que estamos no caminho certo para fortalecer cada vez mais a inclusão em nossas plantas”, ressalta Celso Simomura, diretor de Recursos Humanos da Toyota para América Latina e Caribe.

“Tivemos muitos aprendizados em 2018, quando contratamos 120 mulheres e iniciamos a nossa jornada da equidade. Colhemos excelentes resultados dessa iniciativa, na qual todos os envolvidos, independentemente do gênero, contribuíram para a melhoria contínua, aumento da eficiência operacional e maior troca de experiência”, acrescenta Celso.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com