A nova geração da Ford Ranger será produzida na Argentina somente em 2023, então ainda tem tempo para a fabricante apostar em novas versões para a picape média atual. E parece que isso irá acontecer, pois a picape foi avistada em testes no país vizinho, como mostra o site Argentina Autoblog. Os flagras mostram duas unidades da Ranger FX4, usando o pacote visual oferecido em outros países, e duas Ranger XL com o motor 3.2 turbodiesel.

As fotos, enviadas por um leitor do site argentino, mostram quatro Ford Ranger circulando no país sem camuflagem e com placas de uso temporário. “Eram duas Ranger FX4 e duas Ranger XL 3.2, não 2.2! A FX4 muda a grade dianteira para preto brilhante. As quatro estavam com placas temporárias” disse PabloM, o autor das fotos.

external_image

A Ranger XL 3.2 é mais simples de entender, já que era uma versão muito requisitada, principalmente na Argentina. Seria voltada totalmente para o trabalho, com uma lista de equipamentos mais simples, porém trocando o motor 2.2 turbodiesel de quatro cilindros, que entrega 160 cv e 39,2 kgfm, pelo 3.2 turbodiesel de cinco cilindros, gerando 200 cv e 47,9 kgfm.

Caso siga a lista de equipamentos atual, a a versão XL com motor 3.2 contaria com controle de estabilidade e tração, 3 airbags (frontais e de joelho para o motorista), controle de descidas, assistente de partida em rampas, direção elétrica, rádio com Bluetooth, ar-condicionado e diferencial traseiro blocante. Se viesse para o Brasil, custaria algo em torno de R$ 210 mil, pois a Ranger XL Cabine Dupla e câmbio manual custa R$ 204.190; enquanto a Ranger Storm 3.2 AT está sendo vendida por R$ 235.890.

2021-ford-ranger-fx4_0
2021-ford-ranger-fx4_2
Ford Ranger FX4 Special Edition

A picape das fotos é a Ranger FX4, aparentemente usando o mesmo pacote visual oferecido na Austrália. Trata-se de uma série especial que traz itens como grade e rack do teto na cor preta, adesivo no capô, rodas de liga leve de 18” com desenho e pintura exclusivos, e o emblema da versão nas saias laterais e nos bancos dianteiros. A versão global pode ser equipada tanto com o 2.2 quanto com o 3.2, porém deve contar só com o motor de cinco cilindros por aqui, virando uma opção entre a XLT (R$ 268.390) e Limited (R$ 292.190).

Até o momento, não há qualquer confirmação de que a Ford Ranger receberá de fato essas versões. Estar em testes na Argentina é um bom indicativo, mas a marca costuma testar modelos e acabar não lançando, como aconteceu com a geração anterior da F-150 ou a Ranger Raptor. Por outro, a Ranger é o modelo mais vendido da empresa atualmente, então faria sentido oferecer mais algumas variantes.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com