Por outro lado, Yamaha Fazer continua com desempenho abaixo do habitual. Honda CG e Biz crescem também

Após 106.717 emplacamentos em junho, o mercado de motocicletas nacional viu uma retração de 3,34% no total de unidades vendidas, visto que, em maio, 110.408 novas motos foram comercializadas. O setor permanece enfrentando a escassez de componentes eletrônicos e matérias primas, principalmente importados, e os números refletem isso.

No entanto, os dados de emplacamentos para a primeira quinzena de julho já estão mostrando uma certa normalização da venda de motos no Brasil. A Honda CG 160 permanece sendo a mais vendida. Em junho, a líder emplacou 25.373 unidades, bem menos que as 30.864 unidades do mês anterior.

Honda CG 160 2022
Yamaha Fazer 150 2022

Nos primeiros quinze dias de julho, já foram 14.550 vendas. Extrapolando este valor para o restante do mês, a CG 160 pode chegar a mais de 29 mil unidades comercializadas, se aproximando dos bons números de maio. No mês passado, a vice-líder Honda Biz foi bem, emplacando 15.635 unidades. Com 8.554 unidades já registradas em julho, a moto pode chegar ao marco de 17 mil emplacamentos neste mês.

Por outro lado, alguns modelos da Yamaha parecem estar sofrendo mais com a escassez de componentes no mercado. A Fazer 250, moto que tradicionalmente é a mais vendida da marca dos três diapasões por aqui, perdeu duas posições para a “irmã” Factor 150 e para a Honda XRE 300, que ganhou linha 2022 recentemente e o resultado já pode ser visto no crescimento de suas vendas em julho. Na quinzena, a Fazer 250 está na 8ª colocação com 1.592 unidades emplacadas. O modelo costuma variar entre a quinta e sexta posições, em disputa acirrada com sua rival, a Honda CB 250F Twister.

Galeria: Honda XRE 300 2022

No passado, os scooters chegaram a ganhar um bom espaço entre as 10 mais vendidas, ocupando algumas das posições intermediárias do ranking. Em julho, porém, o modelo mais bem posicionado desta categoria é o Honda PCX 150, apenas na 10ª colocação. Seu maior rival, o Yamaha NMax 160, ficou na 14ª posição, atrás do Honda Elite 125 (11º) e à frente do Yamaha NEO 125 (16º).

A boa notícia nesse segmento é que o Honda ADV já aparece no ranking das 20 motos mais vendidas do mercado brasileiro, ocupando exatamente a 20ª posição. Destaque também para a Yamaha MT-03, único modelo de proposta mais esportiva a figurar entre as 20 mais comercializadas do período.

As 20 motos mais emplacadas da 1ª quinzena de julho

POS.

MODELO

PARC. JUL. 21

Honda CG 160

14.550

Honda Biz

8.554

Honda NXR 160 Bros

5.798

Honda Pop 110i

5.029

Honda CB 250F Twister

2.104

Yamaha YBR 150 Factor

1.813

Honda XRE 300

1.689

Yamaha Fazer 250

1.592

Yamaha XTZ 150 Crosser

1.583

10º

Honda PCX 150

1.553

11º

Honda Elite 125

1.188

12º

Honda XRE 190

1.067

13º

Yamaha XTZ 250 Lander

1.044

14º

Yamaha NMax 160

787

15º

Yamaha YS 150 Fazer

728

16º

Yamaha NEO 125

678

17º

Yamaha YBR 125

628

18º

Shineray XY 50

525

19º

Yamaha MT03

451

20º

Honda ADV 150

425

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com