Novo motor 1.3 TCE entrega o maior torque do segmento com 27,5 kgfm

Com apresentação marcada para o dia 7 de julho, o novo Captur 2022 foi confirmado pela Renault com o novo motor 1.3 turbo feito em parceria com a Mercedes-Benz. Além do novo propulsor sobrealimentado, o SUV compacto ganhará também um ligeiro facelift para seu visual ganhar um ar de novidade e um interior mais elaborado, já que o atual peca pelo nível de acabamento.

Voltando ao motor turbo, o novo Captur 2022 terá o propulsor 1.3 TCE flex com 170 cv e 27,5 kgfm de torque, o que alça o modelo a contar com o maior torque do segmento de acordo com a Renault. Para efeito de comparação, o novo 1.3 TCE tem torque superior em relação aos 25,5 kgfm do VW T-Cross 1.4 TSI Highline e 21,4 kgfm do Chevrolet Tracker Premier 1.2 turbo, só para citar alguns. Já quando o assunto é potência, o Captur fica apenas atrás do Honda HR-V Touring com seu motor 1.5 turbo de 173 cv.

Galeria: Renault Captur 2021 (Rússia)

Rumores apontam que o SUV compacto manterá o 1.6 flex aspirado de 120 cv e 16,2 kgfm de torque em uma versão mais básica, enquanto o 1.3 turbo flex será usado nas variantes intermediária e topo de linha, sempre com câmbio automático do tipo CVT. Vale destacar que o motor 1.3 TCE rende 163 cv e 25,5 kgfm no mercado europeu, mas por aqui ele passou por recalibração para beber também etanol além da gasolina, o que certamente ajudou na maior potência e torque na configuração tupiniquim.

Embora não tenha revelado nenhuma foto oficial da versão reestiizada do Captur, é esperado que a linha 2022 deve adotar o estilo do modelo vendido na Russia – atualizado em 2020. Bastante discretas, as mudanças incluem grade dianteira com um pontilhado cromado no lugar barras cinzas horizontais, faróis Full-LED com novo arranjo interno e novas rodas de 17 polegadas. A traseira provavelmente seguirá a mesma do modelo atual.

Motor 1.3 TCE Renault

Indo para o lado de dentro é que se nota a maior mudança. O SUV compacto contará com materiais de melhores de acabamento, além de uma revisão na ergonomia (um dos pontos críticos do modelo), à exemplo dos botões do controle de cruzeiro embaixo do freio de estacionamento, que serão deslocados para o volante – como no Duster. Os comandos de ar-condicionado e o console central serão redesenhados.

Como o Duster lançado em 2020 ficou mais equipado, o Captur 2022 com certeza terá que subir de nível para justificar seu posicionamento acima do seu irmão de plataforma. Com isso, ele contará com central multimídia com tela de 8 polegadas com suporte a Android Auto e Apple CarPlay, câmeras com visão 360 graus, alerta de ponto cego e mais. Ainda não há informações se ele terá alguns dos equipamentos disponíveis na Rússia, como o sistema de som Bose e o aquecimento dos bancos. No entanto, é certeza que ele manterá os 4 airbags de série, que tem sido padrão nos últimos veículos da Renault.

Hoje o Renault Captur é vendido em versão única Bose por R$ 121.690, o que serve de referência de quanto a linha 2022 renovada vai custar por aqui. Como o Duster chega a R$ 106.490 na versão topo de linha Iconic, o Captur deve ter preço na casa dos R$ 100.000 caso a esperada variante básica com motor 1.6 aspirado seja vendida. Com isso posto, não espere que a versão 1.3 turbo saia por menos do que R$ 125 mil.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com