Minimoto que pode ser usada nas ruas, novidade é apresentada na Europa com motor revisado e nova suspensão

Algumas vezes, a função vem antes da forma. É o caso dos modelos Grom, mais moderno, e Monkey, de visual clássico, que a Honda oferece na Europa, Ásia e na América do Norte. De pequeno porte, elas cumprem um papel de mobilidade e trazem dimensões reduzidas para facilitar o convívio com a moto, mas parecem de brinquedo. Agora, a marca aplicou mudanças importantes à Monkey, oferecida como linha 2022.

Primeiro, vale ressaltar que a Honda Monkey 2022 consegue ser menor que uma Honda Pop 110i oferecida no Brasil. O modelo lançado na Europa tem apenas 1,71 metro de comprimento e 1,03 m de altura, com peso de 104 kg. Apesar de as rodas serem de liga leve, elas têm apenas 12 polegadas, como em um scooter. Uma das principais alterações foi aplicada ao motor, agora compatível com as normas Euro5 de emissões de poluentes.

Galeria: Honda Monkey 125 2022

O propulsor é um novo monocilíndrico de 124 cm³ arrefecido a ar com comando de válvulas simples no cabeçote e alimentado por injeção eletrônica. Ele foi reaproveitado diretamente da Honda Grom 125 2022. Em relação ao usado na linha 2021, ele recebeu uma nova entrada de ar e um catalisador mais eficiente. Assim, a Honda declara que a Monkey 2022 entrega 9,4 cv de potência a 6.750 rpm e 1,1 kgfm de torque a 5.500 rpm. Outra adição importante foi a incorporação de um câmbio de 5 marchas, substituindo o antigo, de 4 velocidades.

Com isso, o consumo, que sempre foi um dos pontos altos da Monkey, melhorou ainda mais. A Honda declara que a linha 2022 da moto consegue fazer 67 km/l. Com o pequeno tanque de 5,6 litros, ela consegue percorrer até 375 km entre abastecimentos. Por outro lado, o desempenho paga o preço da grande economia de combustível, com a velocidade máxima chegando a apenas 91 km/h.

Honda Monkey 125 2022
Honda Monkey 125 2022

A ciclística da Honda Monkey 2022 também foi revisada, com a adoção de novas molas de duplo estágio, que trabalham em conjunto com os dois amortecedores na traseira. Na dianteira, o garfo telescópico tem 102 mm de curso, mesmo número da traseira. A altura do assento em relação ao solo é de 775 mm, 15 mm a menos que uma CG 160 nacional, por exemplo.

Mesmo sendo um modelo pequeno, tem apelo visual, com farol redondo e o tanque em forma de gota. Apesar de parecer retrô, já conta com painel de instrumentos digital com tela de LCD, freios a disco nas duas rodas (220 mm de diâmetro na dianteira, e 190 mm na traseira) e sistema ABS para a roda da frente. No entanto, o preço não é muito camarada. O valor foi divulgado apenas para a Inglaterra por enquanto, onde custará 3.899 libras esterlinas, ou cerca de R$ 27.259 na conversão direta. A Honda Monkey 2022 chegará às lojas europeias em agosto, sem previsão de vir ao Brasil.

Honda Monkey 125 2022
Honda Monkey 125 2022
Honda Monkey 125 2022

Um pouco da história da Monkey

As dimensões caricatas da Monkey são propositais. A atual geração foi apresentada em 1961, ou seja, são praticamente 60 anos de produção quase ininterrupta. Inicialmente, ela foi projetada para uso interno em parques de diversão da Tama Tech, em Tóquio (JAP). Tinha rodas de 5 polegadas e nenhuma suspensão. O motor era um pequeno monocilíndrico de 49 cm³. Mas o modelo ganhou uma legião de fãs e entrou no catálogo da marca.

Com o passar dos anos a moto foi recebendo rodas maiores e suspensão convencional, mantendo os característicos guidões dobráveis. Pequena e fácil de ser levada nas mãos, fez sucesso com usuários de motorhomes, que viram na pequena Monkey um veículo ideal para complementar pequenos trajetos sem ter que retirar as grandes motorcasas do estacionamento. Ao longo das décadas a Honda abraçou a natureza caricata da Monkey, que já recebeu versões com visual esportivo (Monkey R), com quadro de alumínio e rodas de três raios pintadas, e aventureiro (Monkey Baja), com dois faróis e pneus mais agressivos.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com