Os compactos, que prometem ser os mais potentes do mundo, estão próximos de serem revelados oficialmente

Tudo indica que a Audi está quase pronta para revelar a nova geração do RS3. Após diversas imagens de flagras e rumores, a fabricante alemã fez um comunicado à imprensa comentando sobre o crescente sucesso da linha RS e acrescentou imagens dos veículos em suas variantes sedã e hatchback, que podem ser vistos em detalhe no vídeo anexado.

Os carros aparecem totalmente cobertos, embora a camuflagem do Audi Sport não esconda quase nada. Os números "1-2-4-5-3" colados nas laterais dos carros se referem à ordem de ignição do motor, que continuará a ser o conhecido 2.5 de 5 cilindros em linha. O mesmo motor TFSI também impulsiona os modelos RS Q3 e TT RS, e é um dos poucos motores de cinco cilindros restantes no mundo, junto com o 3.2 da Ford oferecido na Ranger e em seu homólogo SUV Everest.

Galeria: Audi RS3 Sportback e RS3 Sedã teasers

Com enormes entradas de ar funcionais na parte frontal e duas saídas de escape ovais na traseira, podemos facilmente dizer que esses carros estão um passo à frente do S3. As caixas de roda são um pouco maiores e, no caso do sedã, há um spoiler na tampa do porta-malas. Os modelos parecem estar prestes a perderem a camuflagem. Com sorte, esperamos não precisar esperar até setembro, quando acontece o Salão do Automóvel de Frankfurt, para vê-los por completo.

Esta motorização nos outros modelos RS compactos produz 400 cv e 48,9 kgfm de torque, mas há rumores de que possa vir uma variante ainda mais potente, entregando cerca de 450 cv. Se isso for verdade, será o suficiente para que o RS3 volte a ser o carro compacto mais potente do mundo, superando o Mercedes-AMG CLA 45 S de 420 cv. Como sempre, terá o sistema de tração integral Quattro.

Depois de anunciar em setembro de 2019 os planos para criar a próxima geração do RS4 Avant com motor híbrido plug-in, a Audi Sport está agora reiterando a chegada dos modelos PHEV. Na verdade, a empresa espera que metade de suas vendas anuais seja representada por modelos parcialmente e totalmente eletrificados até 2024, com a porcentagem crescendo para 80% até 2026. Em 2030, a meta é de que todos os modelos S e RS sejam eletrificados de alguma forma.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com