As picapes continuam a perder espaço no Velho Continente

Apresentada há apenas dois dias, a nova Ford Maverick é esperada em diversos mercadso além do norte-americano, como o Brasil. Afinal, a picape monobloco é pequena em estatura, possui boa economia de combustível e pode ser excepcionalmente versátil para o uso na cidade - mesmos atributos da Fiat Toro. Entretanto, por mais que fizesse muito sentido para o mercado europeu, infelizmente não deve ser lançada por lá.

Segundo foi publicado pela Automotive News Europa, a Ford não irá exportar a Maverick, que é fabricada em Hermosillo (México) junto com o Bronco Sport, para a região. A reportagem não dá motivos específicos, mas recorda que as vendas de picapes nunca foram muito fortes pelo continente e, recentemente, teve uma significativa queda de demanda. Outras fabricantes como a Nissan, Renault e Mercedes-Benz saíram completamente do segmento, mas a Ford permanece com o modelo da Ranger neste mercado. 

No ano passado, a fabricante vendeu pouco mais de 43.000 unidades da Ranger na região europeia, e a Maverick provavelmente competiria por essas vendas ao invés de atrair novos clientes. Já nos Estados Unidos, a Ranger teve mais do que o dobro de vendas em relação à Europa. No Brasil, a picape média da Ford atualmente é o modelo mais vendido da empresa por aqui, com 9.056 unidades emplacadas entre janeiro e maio, chegando até a superar a Chevrolet S10.

A Ford Maverick já começou sua pré-venda nos Estados Unidos e as entregas estão previstas entre setembro e dezembro. No Brasil, a falta de semicondutores continua afetando a indústria, e a necessidade da Ford em atender primeiro à demanda nos EUA deve adiar a chegada da Maverick em solo nacional para 2022.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Galeria: Ford Maverick 2022

Envie seu flagra! flagra@motor1.com