Atualmente dois investidores estão interessados na compra da marca cearense; Ford espera vender a Troller até o final deste mês

Depois que a Ford anunciou o fechamento de suas fábricas no Brasil, uma das grandes dúvidas era qual fim seria dado a Troller – marca off-road que tem uma boa base de fãs no Brasil. No entanto, finalmente a marca de jipes pode ter um bom desfecho com a sua venda definitiva neste mês de junho, como revelou o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho no Ceará, Maia Júnior, em entrevista à Rádio O Povo CBN, na semana passada.

A fábrica da Troller está presente na cidade de Horizonte (CE) desde 1995, quando foi fundada como uma marca independente - e genuinamente brasileira. Em 2007 a Troller foi comprada pela Ford, com a fábrica sendo modernizada e reinaugurada em 2014 – mesmo ano que lançou a nova geração do jipe T4 com motor 3.2 turbodiesel de 200 cv da Ford Ranger. Mas voltando a operação da marca por aqui, o secretário Maia atua no momento como mediador do Governo do Estado na negociação entre investidores e a Ford. Além disso, ele disse que é de interesse da marca do oval azul encerrar as negociações da venda da Troller até o fim deste mês de junho.

Galeria: Troller T4 2020

O secretário explicou que as negociações devem ter um desfecho positivo. "Eram quatro interessados na compra da Troller, que manifestaram e assinaram acordo de diligência para negociar com a Ford. Eu tenho sido informado de que dois desses estão avançando nas diligências". Ainda segundo a entrevista dada à rádio, Maia afirmou também que um dos investidores mais próximos da Ford que deseja comprar a Troller é uma empresa de engenharia automotiva, cuja sede fica em São Paulo. "É o que mais me tem informado sobre os avanços nas negociações", destacou.

Na entrevista o secretário revelou ainda que o provável futuro comprador optou por uma tática de aproximação com ex-diretores da Ford para montar estratégias que o ajudassem a avançar nas negociações para, assim, ter êxito na compra da Troller. "Não posso precisar porque é uma relação entre vendedor e comprador, tenho me colocado apenas como facilitador. Estamos apoiando os prováveis compradores porque o que interessa ao governo do Estado, primeiro é a continuidade da fábrica e também a manutenção dos empregos", explica.

Outra informação importante é que o Ceará está negociando incentivos fiscais para motivar os investidores interessados a comprarem a Troller. O esforço do governo visa garantir que a empresa continue sua operação no Estado, que atualmente possui 470 empregados diretos que aguardam uma decisão definitiva sobre o futuro da fábrica. "Nós queremos que o futuro comprador, que essa empresa venha com os avanços da indústria automobilística não só em termos de suas produções tecnológicas, mas também no que representa o futuro da indústria automobilística", acrescenta Maia.

Em outras palavras, o foco do governo cearense é que os futuros investidores que vierem a comprar a Troller também invistam em tecnologia para que os veículos tenham seu consumo energético reduzido. Espera-se também um investimento em matrizes energéticas limpas representadas por carros elétricos e até hidrogênio. 

GMC Hummer EV

Caso a venda seja concluída, seria um tanto interessante ver a convivência do jipes T4 com seu motor turbodiesel cinco cilindros 3.2 de 200 cv com novos utilitários elétricos com tração 4x4. Não custa nada imaginar um Troller elétrico com cerca de 400 cv enfrentando trilhas por aí, já que hoje existe uma picape elétrica todo terreno de respeito como a GMC Hummer EV. 

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com