Marca inglesa teve os direitos adquiridos pela Mahindra, que fará da empresa uma rival para a linha 650 da Royal Enfield

Com a indústria das duas rodas de olho no recente crescimento do mercado para modelos com visual clássico, mais produtos estão chegando para o segmento. Hoje, modelos como as Triumph Bonneville e a linha 650 da Royal Enfield são os maiores expoentes desse mercado. Agora, mais uma lendária marca britânica deve ser revivida, dessa vez pelas mãos dos indianos.

A Classic Legends, empresa que tem 60% de participação da gigante industrial Mahindra&Mahindra, já havia ressuscitado em 2018 a Jawa, outra grande marca dos anos 1950 e 1960, em 2018. E as informações mais recentes vindas da Índia dão conta de que a companhia planeja trazer mais duas marcas de volta.

Galeria: BSA Rocket III 1969

Uma delas é a Yezdi, que era uma espécie de submarca da Jawa até o final dos anos 1990, focando em modelos menores e com motores de ciclo 2 tempos. Fontes ligadas ao negócio informaram à imprensa indiana que a Yezdi deve apresentar seu primeiro modelo até novembro, sendo uma moto que trará um monocilíndrico de 293 cm³ já utilizado pelas motos da Jawa desde 2018. Cogita-se que seu nome será “Yezdi Roadking”, retomando o modelo mais popular da marca.

Porém, uma grande marca britânica pode voltar à ativa logo após a Yezdi. Trata-se da BSA, uma das fabricantes de motos mais famosas do Reino Unido na década de 1960. As mesmas fontes dizem que a Classic Legends já estaria “nos estágios finais” de desenvolvimento de um inédito motor de 650 cm³. Assim, a nova BSA se tornaria mais uma opção de clássica de média cilindrada para competir com os modelos Interceptor e Continental GT da Royal Enfield, com a qual já rivalizava na Inglaterra décadas atrás. Uma versão 100% elétrica da BSA também é cogitada.

Galeria: BSA B50 MX 1973

Chegou-se a especular que os modelos da BSA e da Yezdi poderiam ser fabricados no Reino Unido novamente, porém, é mais provável que a Classic Legends mantenha as linhas de montagem na Índia de forma a manter os custos de produção mais baixos. Da mesma forma que a Royal Enfield fez no passado, dando origem aos modelos 650, a Mahindra anunciou a inauguração de um centro de design e desenvolvimento na Inglaterra para “refinar os aspectos dinâmicos” de suas motos.

O novo centro é chamado de M.A.D.E., Mahindra Advanced Design Europe, e é situado na região de West Midlands, no Reino Unido. Ele trabalhará em conjunto com os centros de desenvolvimento da Mahindra em Mumbai (IND) e também com o estúdio Pininfarina de design, com o qual a empresa indiana mantém um acordo há alguns anos.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com