Até o nome é o mesmo!

Desde que a Honda lançou originalmente o X-ADV 750, viu-se que há um nicho de mercado para scooters com alguma capacidade fora do asfalto. Tanto que a linha se expandiu no Brasil com o ADV 150, lançado no ano passado e que já se tornou o terceiro mais vendido da categoria no mês passado.

Enquanto outras marcas ainda estão correndo atrás nesse segmento e algumas poucas possuem rivais intermediários, como o BMW C 400 X, acabou de ser apresentado o ADV 350. Mas calma, não é da Honda. Apesar do visual e do esquema de cores remeter - e muito - à linha de scooters aventureiros da japonesa, o modelo que você está vendo nas imagens é fabricado pela chinesa Dayang.

Dayang ADV 350

Dessa forma, o Dayang ADV 350 foi apresentado no mercado chinês já tentando ocupar este espaço por lá antes que a Honda o faça. Porém, mais do que ser apenas uma cópia pouco disfarçada do ADV 150, o ADV 350 chinês compensa a “falta de criatividade” de sua proposta e nas linhas com um pacote tecnológico bastante avançado para seu porte.

Entre os principais itens de série, o Dayang ADV 350 já conta com iluminação completa por lâmpadas de LED, incluindo luzes auxiliares para curvas, sistema que, por coincidência, também foi apresentado na nova geração da Honda Africa Twin. Há ainda um painel de instrumentos digital com tela TFT de 7 polegadas que exibe diversas informações, incluindo a reprodução das imagens geradas pelas duas câmeras instaladas na moto, sendo uma à frente e outra atrás.

A lista de equipamentos de fábrica ainda tem conectividade via Bluetooth, navegação por GPS, atualizações de software via internet, chave presencial, tomada USB e, pasmem, até um acendedor de cigarro. Com o GPS e a conectividade, o piloto ainda pode monitorar o trajeto do scooter, ter relatórios detalhados de condução e pode acessar diagnósticos de defeitos.

No visual, não há muito o que florear, é um Honda ADV crescido. Isso fica claro na carenagem frontal bastante vertical e com faróis divididos, além das grandes plataformas para os pés do piloto. O grande diferencial, literalmente, é o banco de largo, com assentos em dois níveis separados para piloto e garupa.

Mecanicamente, a Dayang revelou poucas informações a respeito do ADV 350. Mas sabe-se que seu propulsor é um monocilíndrico com 333 cm³ com arrefecimento a líquido capaz de entregar até 31 cv de potência a 7.000 rpm. O câmbio é automático do tipo CVT. O tanque também não é nada pequeno, com 17,4 litros de capacidade. No entanto, todo esse tamanho se refletiu no peso, com o ADV 350 chegando a 208 kg, apenas 20 kg a menos que o X-ADV 750, 25 kg a mais que uma Honda CB500X e 81 kg a mais que o ADV 150.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com