Novo motor 1.3 turbo estreará no Brasil com o novo Captur nos próximos meses

O novo Renault Duster 1.3 turbo já é realidade na nossa região, enquanto a marca francesa prepara uma boa renovação de sua linha nos próximos meses aqui no Brasil. Importante novidade será o uso do novo motor 1.3 turbo, desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz, que será utilizado ao menos em seus SUVs Captur e Duster. Com a apresentação do novo Duster em alguns países como México e Colômbia, já podemos saber alguns detalhes sobre o que estreará por aqui em breve.

Enquanto o motor 1.3 turbo utilizado nos modelos da Mercedes-Benz como o GLA e GLB entrega 163 cv e 25,5 kgfm e conta até mesmo com sistema de desativação de cilindros, a versão do mesmo motor para a Renault será um pouco mais simples. No Duster produzido na Colômbia, são 154 cv e 27,5 kgfm de torque. Apesar de menos potente, se destaca pelo maior torque, inclusive o mesmo que teremos no novo motor Firefly 1.3 turbo da Stellantis, que estará inicialmente em Fiat Toro e Jeep Compass, com 185 cv. 

Galeria: Renault Duster Iconic 2020 (lançamento)

A transmissão é automática CVT, mais uma novidade que também deverá ser utilizada por aqui. Uma versão 4x4 com câmbio manual de 6 marchas será vendida por lá, mas dificilmente o mesmo acontecerá no Brasil. A maior diferença para o 1.3 turbo produzido em São José dos Pinhais (PR) será a tecnologia flex, que pode dar um pouco mais de potência. Ele substituirá o 2.0 aspirado e ficará ao lado do 1.6 flex SCe na linha. 

A estreia deste motor acontecerá no novo Captur 2022 nos próximos meses. O SUV ganhará um novo design, melhorias como a direção elétrica e no acabamento e deverá ser vendido com as 2 opções de motores, 1.6 aspirado e 1.3 turbo. O Duster deve esperar até 2022 para ganhar o novo motor e não deve ter mudanças visuais, já que a atual foi apresentada em 2020. 

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com