Versões híbridas XRV e XRX respondem por cerca de 40% das encomendas

Apesar de as vendas ainda não terem começado oficialmente (a oferta será iniciada nas concessionárias a partir de amanhã), o recém-lançado Toyota Corolla Cross já pode ser considerado um sucesso comercial. Desde a apresentação há aproximadamente duas semanas até agora, o modelo já acumula mais de 4 mil encomendas confirmadas pela internet.

O número surpreende por superar com folga a expectativa inicial da Toyota, projetada na comercialização mensal de 3.500 unidades. Do montante reservado, aproximadamente 40% correspondem às versões híbridas XRV e XRX - justamente as duas mais caras do portfólio e tabeladas em R$ 172.990 e R$ 179.990, respectivamente.

Galeria: Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)

Nestas variantes, o Corolla Cross é equipado com o mesmo conjunto mecânico do Prius e do Corolla Hybrid sedã: motor 1.8 aspirado flex associado a 2 motores elétricos, que juntos totalizam 122 cv de potência. A transmissão é do tipo CVT, sem simulação de marchas. Dados divulgados pelo Inmetro indicam consumo de 17 km/litro na cidade e 13,9 km/litro na estrada.

Por sua vez, as outras versões - XR e XRE - adotam motor 2.0 aspirado com injeção direta flex de até 177 cv e 24,1 kgfm de torque. O câmbio é CVT com simulação de 10 marchas. Neste caso, as médias divulgadas com gasolina são de 11,5 e 12,8 km/litro, respectivamente.

A meta da Toyota é produzir até o final do ano cerca de 55 mil unidades a fábrica de Sorocaba (SP). Desse total, 13 mil veículos serão destinados aos 22 mercados de exportação da América Latina e do Caribe. O restante abastecerá a demanda do mercado brasileiro, mas desde já há preocupação com a formação de filas de espera. Não só pela procura acima do esperado, como também pelo risco de paralisação da produção em razão do agravamento da pandemia.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com