Ainda esperando pela reestilização, que acabou adiada nos EUA e ainda não fez sua estreia por lá, o Chevrolet Equinox 2021 é confirmado pela General Motors, desembarcando nas concessionárias brasileiras em abril. O SUV médio manterá o visual atual por mais um tempo e passa a ser vendido somente na versão topo de linha Premier com tração integral e o motor 1.5 turbo de 172 cv – sim, o 2.0 turbo de 262 cv do Camaro não será mais oferecido.

Esta mudança já era esperada para o Chevrolet Equinox 2021, pois o fim da oferta do 2.0 turbo aconteceu até mesmo nos Estados Unidos na linha 2021, lançada no ano passado. Esta motorização correspondia a apenas 10% das vendas, justificando o fim desta opção. A marca até considerou dar um outro 2.0 turbo durante a reestilização, menos potente porém mais econômico, mas rumores nos EUA dizem que a GM cancelou os planos e seguirá somente com o 1.5 turbo.

Galeria: Chevrolet Equinox 2019 - BR

Em seu comunicado, a GM diz que o motivo é seu comprometimento em “continuar reduzindo as emissões de carbono, com o objetivo de zera-las globalmente em todo o portfólio de veículos até 2035.” A fabricante prometeu recentemente que lançará somente carros elétricos a partir de 2035 e encerrará a venda de qualquer motor a combustão em 2040 – e isso envolverá inclusive o Brasil.

Apesar da redução de oferta do Equinox para uma única versão e motorização, a marca acredita que continuará a atrair os clientes. “No caso do Equinox, este motor é o que melhor combina alto desempenho com eficiência energética, característica cada vez mais relevante para o consumidor”, explica Rodrigo Fioco, diretor de Marketing de Produto da GM América do Sul.

Prós e contras: Chevrolet Equinox 1.5T
Prós e contras: Chevrolet Equinox 1.5T

Como virá na versão Premier, trará todos os equipamentos disponíveis. Contará com seis airbags, farois full-LED, sensor de ponto cego, frenagem automática de emergência, central multimídia de 8” com Android Auto e Apple CarPlay, teto solar panorâmico, sistema de som Bose, carregador wireless, ar-condicionado digital de duas zonas, banco do motorista com ajuste elétrico e memória, porta-malas com abertura e fechamento por movimento e mais.

Sem o 2.0 turbo de 262 cv a 5.500 rpm e 37 kgfm a 4.500 rpm, o Equinox 2021 será vendido somente com o 1.5 turbo de 172 cv a 5.600 rpm e 27,8 kgfm a 2.500 rpm. Estará sempre combinado ao câmbio automático de 6 marchas e com tração integral sob demanda. Em nosso teste, acelerou de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos, bem abaixo dos 7,6 s do 2.0 turbo. O preço ainda não foi revelado, mas como referência a versão Premier 1.5 da linha 2020 ainda consta no site da marca por R$ 178.900.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com