Não espere vê-lo no Brasil brigando com o Nissan Magnite, pois foi feito para a Europa

O segmento A, com subcompactos, está morrendo na Europa ou fazendo uma transição para modelos elétricos. A Toyota é uma das poucas que vai insistir nesta categoria com a terceira geração do Aygo, adiantado pelo conceito X Prologue. No entanto, não será exatamente como o hatch atual, tornando-se um mini-crossover - e, desta vez, sem qualquer ligação com a Peugeot ou Citroën, que irão abandonar o segmento.

Como boa parte dos carros conceituais, o Toyota Aygo X Prologue é bem exagerado e mostra um design bem ousado, adotando rodas gigantescas e uma carroceria bem robusta, considerando o seu tamanho. As rodas enormes de liga leve, as maçanetas retráteis e os espelhos laterais bem pequenos obviamente não estarão no modelo de produção, afinal já vimos fotos do protótipo em testes sem estes itens.

Galeria: Toyota Aygo X Prologue

Por ser apenas um conceito, o Aygo X Prologue pode usar alguns equipamentos que nunca veremos na versão final, como os retrovisores laterais com "câmeras de ação" que, segundo a Toyota, "são perfeitas para capturar e compartilhar momentos de exploração." Na traseira, os kid plate incorpora um suporte para bicicletas, para acentuar ainda mais a personalidade aventureira do protótipo. Embora seja um carro pequeno, o Aygo tem até um rack de teto integrado.

O visual em dois tons de seu antecessor será mantido, sugerindo que os clientes novamente terão várias opções de personalização para o carro de entrada da Toyota. A tampa do porta-malas traz uma lanterna em forma de "U" que faz o contorno do vidro, outro item que infelizmente não deve ser usado na versão final do carro.

A Toyota não divulgou nenhuma foto ou nem mesmo um esboço de como será o interior, assim como escondeu todos os detalhes sobre a mecânica do novo Aygo. Sabemos que o veículo foi desenvolvido somente para a Europa e que deve continuar a ter um motor a combustão. Posicionado abaixo do Yaris, o mini-crossover deve utilizar um motor 1.0 de três cilindros.

Terá um parentesco com o novo Yaris, por usar a mesma plataforma modular TNGA-B de seu irmão maior e do recém-lançado Yaris Cross, permitindo que a Toyota consegia uma economia em escala para ajudar a manter o preço do Aygo bem baixo. A versão de produção deve ser revelada antes do final do ano, pois os protótipos que avistamos já usavam a carroceria final.

Como é um produto só para a Europa e o segmento dos subcompactos está praticamente morto no Brasil, com apenas Fiat Mobi, Renault Kwid e Volkswagen Up!, a Toyota não iria se arriscar nesta categoria. A marca até anunciou o fim da venda do Etios e que irá encerrar a produção para o mercado brasileiro em abril, fazendo com que o Yaris siga como seu modelo de entrada.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com