O objetivo da montadora japonesa é otimizar a distribuição de veículos importados para o Nordeste brasileiro e também para o Norte

A Nissan está iniciando uma operação logística no Complexo Industrial Portuário Governador Eraldo Gueiros, conhecido como Porto de Suape, em Pernambuco, com o objetivo de tornar ainda mais ágil a distribuição de veículos pelo Nordeste do Brasil.

O Porto de Suape, assim como o Porto do Rio de Janeiro, são os principais pontos para receber veículos produzidos em outros países e importados pela montadora. Segundo Tiago Castro, diretor sênior de Vendas e Marketing da Nissan do Brasil, as regiões são as duas mais importantes para a expansão da marca no país, com forte potencial de crescimento e onde há grupos de concessionários fortes. 

Nissan Frontier 2020 - Brasil

"Agora, com a opção de também desembarcarmos veículos importados pelo Porto de Suape, reduziremos o tempo de chegada dos modelos para nossa rede e, com isso, teremos mais disponibilidade e opções para os clientes", acrescenta o executivo.

De acordo com a montadora, o porto pernambucano agora passa a ter um posto de vistoria e expedição da marca japonesa para garantir a qualidade dos modelos e o cumprimento de todos os processos globais da Nissan.

Andrey Olijnyk, diretor de Logística e Controle de Produção da Nissan América do Sul, comenta sobre a complexidade da operação, e avalia como a empresa preparou e revisou os processos para garantir mais eficiência, assim como a qualidade e agilidade para os clientes.

"A proximidade do porto com os nossos concessionários do Nordeste e Norte compensa mesmo o maior tempo da rota de navios vindos do Sul, como é o caso dos que partem da Argentina, onde é produzida a picape Nissan Frontier", complementa.

Para inaugurar a operação no Porto de Suape, que passará a receber periodicamente veículos importados da marca vindos diretamente de seus países de origem, foi desembarcado um lote de picapes Nissan Frontier que saíram do Porto de Zárate, na Argentina.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com