Variante russa deriva do Skoda Karoq e não do Tharu chinês, como o Taos destinado ao Brasil

Depois de estrear na América em países como Estados Unidos, México e Brasil, o Volkswagen Taos chega agora à Europa com lançamento na Rússia. Por lá, o modelo assume o papel de SUV de entrada da marca e se posiciona abaixo do Tiguan e do Touareg - o T-Cross, embora oferecido em vários mercados europeus, não está disponível localmente. Difere do Taos americano em diversos aspectos, especialmente motor e câmbio.

Nesse sentido, chama atenção a oferta do conhecido motor 1.6 aspirado de 110 cv nas versões de entrada. O propulsor é o mesmo usado em modelos compactos no Brasil, como Polo e Virtus, e terá de trabalhar bastante para dar conta de empurrar o Taos. O câmbio pode ser manual de 5 marchas ou automático de 6 velocidades, sempre com tração dianteira.

Galeria: Volkswagen Taos - Rússia

A gama se completa com o motor 1.4 TSI de 150 cv, neste caso o mesmo oferecido no Taos destinado ao mercado brasileiro. A diferença fica por conta do câmbio, que no russo pode ser automático de 8 marchas (como no Taos vendido nos EUA) ou automatizado DSG de 7 marchas e dupla embreagem (com opção de tração integral 4Motion). Por aqui, o câmbio é sempre automático de 6 marchas, sem opção de tração 4x4.

Externamente, há mudanças também em termos dimensionais. Enquanto o Taos russo mede 4,41 metros de comprimento, 1,84 m de largura e 1,60 de altura, o americano mede 4,46 metros de comprimento e 1,63 m de altura - a largura em ambos é a mesma. A explicação está no fato de o modelo russo tomar como base o Skoda Karoq, enquanto o Taos fabricado na Argentina e no México deriva diretamente do Tharu chinês.

Volkswagen Taos - Rússia

Outra medida diferente é a distância entre-eixos: 2,64 metros na versão russa (exatamente como no Karoq) e 2,69 metros na variante americana. A plataforma, porém, é a mesma nos dois casos: MQB-A. Visualmente ambos são idênticos, especialmente quando vistos de frente e de traseira. A única exceção fica por conta das laterais, já que o desenho da vigia traseira do modelo russo repete o formato do primo da Skoda.

A gama local é formada pelas versões Respect, Status e Exclusive, além da edição de lançamento Joy! (oferecida sempre nas cores laranja ou bege). A lista de equipamentos, dependo do caso, inclui faróis de LED IQ.Light, ar-condicionado de duas zonas, sensores de chuva e estacionamento (dianteiro e traseiro), sistema multimídia com uma tela de 10 polegadas, rodas de 16 ou 18 polegadas, câmera de ré e recursos de assistência ao motorista.

A produção para o mercado local será concentrada na fábrica de Nizhny Novgorod, região de Volga, ao lado do próprio Karoq.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com