Marca acelera homologação para iniciar vendas no país ainda em 2021

Normalmente, levam alguns meses para que um carro apresentado no exterior comece a ser visto em testes no Brasil. Por isso a nossa surpresa com os flagras da nova geração do Mercedes-Benz Classe C, apresentada semana passada na Alemanha, já em testes por aqui, mostrando que a fabricante está com pressa para renovar um de seus principais modelos no país. Pela pressa, ele deve começar a ser vendido ainda em 2021.

As imagens, que circulam em grupos do WhatsApp, mostram o novo Mercedes-Benz Classe C em duas unidades, uma preta e outra vermelha, ambas usando uma camuflagem bem leve que cobre somente a frente, a traseira e o interior. Até poderia confundir com a geração anterior, se não fosse por alguns detalhes como os faróis e a nova grade, denunciando que realmente é o novo modelo.

Galeria: Mercedes-Benz Classe C 2022 - Flagra no Brasil

O que realmente denuncia que esta é a nova geração é a foto do interior, mostrando o sedã com a nova central multimídia vertical de 11,9 polegadas integrada ao console, abandonando o display flutuante do modelo antigo. Também traz o painel de instrumentos digital com tela de 12,3” (10,25” nas versões mais baratas), vinda do novo Classe S. Há outros detalhes que mostram ser o novo modelo, como o desenho das saídas de ar ou o porta-objetos do console central.

O Classe C cresceu nesta geração, adotando uma nova plataforma chamda MRA. Agora mede 4,75 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,44 m de altura e com um entre-eixos de 2,86 m. São 6 cm a mais de comprimento, sendo que 2 cm estão no entre-eixos. O porta-malas é de 455 litros, mesma medida que a geração anterior, mostrando que o espaço extra foi direto para a cabine.

Mercedes-Benz Classe C 2022 - Flagra no Brasil

Será vendido na Europa com dois motores diferentes. O mais básico é o 1.5 turbo, que entrega 170 cv na versão C180 e 204 cv na variante C200, ambas com a transmissão automática de 9 marchas e tração integral 4Matic como opcional. No caso da versão C300, o motor é substituído por um novo 2.0 turbo de 4 cilindros e 258 cv de potência. Os dois motores ainda utilizarão um sistema híbrido-leve de 48V que a marca chamada de EQ Boost. Em um segundo momento virá a variante híbrida plug-in com motor 2.0 e outro elétrico, entregando 313 cv e autonomia de 100 km ao usar somente as baterias.

Para se diferenciar dos rivais, a marca alemã continua a apostar em tecnologia, trazendo uma nova versão do sistema MBUX. Os desenvolvedores melhoraram a resposta do assistente de voz “Hey Mercedes”, permitindo até que reconheça a voz de cada pessoa dentro do carro. Ainda trará uma integração com sistemas de casas inteligentes, como Samsung SmartThings e Bosch Smart Home, para que seja possível dar ordens através do carro.

Agora temos dois mistérios sobre o novo Mercedes-Benz Classe C no Brasil. O primeiro é se realmente conseguirá chegar às concessionárias ainda em 2021, visto que já iniciou os testes pelo país. O segundo é como será a oferta do sedã. A fabricante encerrou a produção em Iracemápolis (SP), onde o carro era montado e, pela desvalorização do real em relação ao dólar e euro, trazer o carro importado fará com que custe bem caro - basta pegar como exemplo o novo GLA a R$ 325 mil... Será que a Mercedes ainda irá apostar em uma versão C180 por aqui ou somente nas mais caras?

Nosso agradecimento ao leitor Yuri Ravitz do canal Volta Rápida pelo envio das imagens.  

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Envie seu flagra! flagra@motor1.com