Além da linha 2022, picape terá a versão Black ainda este ano

A Ford vive um momento turbulento no mercado brasileiro. Após anunciar o fechamento de suas fábricas no Brasil em janeiro, muito se criou sobre o futuro da marca por aqui. Mesmo afirmando que irá seguir no país atuando como uma importadora, ainda existe um certo receio dos seus clientes, algo natural e que já vimos acontecer no passado com outras empresas. 

Com o fim da produção do Ka e EcoSport, que vivem hoje com estoques, a picape Ranger é o produto mais acessível da Ford no Brasil. Além disso consumidor da picape, boa parte do agronegócio, é importante e procura a confiabilidade da marca, principalmente quando falamos em pós-vendas. E para eles que a Ford produziu algumas mensagens e colocou em seu site com a linha 2022 da picape. 

Quase que escondido, a placa da Ranger em destaque forma a palavra "confiar". Além disso, a Ford produziu um vídeo onde explica que a picape segue vendida em nosso mercado e toda a manutenção está garantida, sem reflexos. "A Ford Ranger foi feita para o Brasil" é a principal mensagem, assim como "e é aqui que ela vai continuar" que encerra a curta mensagem.

Além disso, a Ford já anunciou o investimento de US$ 580 milhões para a produção da futura geração da Ranger na Argentina. Atualmente em desenvolvimento, compartilhará diversos componentes com a nova geração da VW Amarok, esta sim ainda em dúvidas sobre a chegada ao Brasil. A apresentação no exterior deve acontecer em 2022, começando a ser produzida na região mercosul em 2023. 

Ainda este ano, a Ranger deve receber a versão Black. Seguindo o sucesso da Storm, apostará em um estilo mais urbano e deverá se posicionar como uma opção de entrada com o motor 3.0 turbodiesel de 5 cilindros e 200 cv. Se destacará por um acabamento em preto no interior e exterior e uma capota marítima com funcionamento elétrico. O lançamento deve acontecer nos próximos meses. 

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Galeria: Comparativo: Ford Ranger Storm x Nissan Frontier Attack