Marca cresceu e ganhou market share enquanto mercado geral caiu

A CAOA Chery tem bons motivos para celebrar. Enquanto o mercado automotivo brasileiro recuou 11,7% em janeiro, a fabricante fechou o mês com saldo positivo. No total, foram 2.301 veículos comercializados no primeiro mês do ano crescimento de 36,6% em relação ao mesmo período de 2020. Os dois principais responsáveis pelo resultado foram Tiggo 5x e Tiggo 8.

Embora na comparação com dezembro aponte uma retração de 27%, o crescimento na participação de mercado se mantém positiva. Se em dezembro atingiu 1,37% de market share, em janeiro de 2021 a marca registrou 1,42%, número bem superior aos 0,91% de janeiro de 2020.

Chery Tiggo 5X 2021

Em relação aos modelos, os destaques de janeiro foram os seus SUVs. O mais vendido da marca, o Tiggo 5X, registrou 967 emplacamentos no primeiro mês do ano. No ranking geral da Fenabrave, também foi o 12º SUV. Já o Tiggo 8 teve 406 unidades comercializadas, mostrando seu grande potencial no mercado brasileiro.

Galeria: Caoa Chery Tiggo 8 2021 (Brasil)

"A chegada do Tiggo 8 é um dos grandes marcos da história da CAOA Chery. Esse lançamento deu uma guinada na marca pois mostra que nossa capacidade em termos de tecnologia, de design e qualidade é muito alto. É a prova que temos muito o que oferecer ao mercado quando falamos em produtos de alto valor agregado", analisa Marcio Alfonso, CEO da CAOA CHERY.

Outros dois SUVs da marca também registraram bons número. A começar pelo modelo de entrada da marca, o Tiggo 2, que somou 420 unidades emplacadas. Já o Tiggo 7, modelo intermediário posicionado entre o Tiggo 5x e o Tiggo 8, registrou 188 unidades comercializadas.

Entre os sedans da marca, quem se deu melhor foi o Arrizo 6 com 203 unidades emplacadas do mês mesmo com a concorrência dentro de casa com os SUVs. Já o irmão menor, o Arrizo 5, somou 116 unidades vendidas.

Ouça o Podcast Motor1.com

 

Envie seu flagra! flagra@motor1.com