Facelift inspirado no conceito CXperience deu nova cara ao crossover

Lançado originalmente em 2017, o Citroën C3 Aircross acaba de receber importantes atualizações de meia-vida na Europa. Oferecido como opção de acesso da gama de SUVs da marca na região, o modelo incorpora facelift inspirado no conceito CXperience e exibe dianteira enquadrada na nova identidade visual da empresa. 

Entre as novidades, destaque para grade frontal redesenhada, para-choque remodelado e com novas entradas de ar, capô em posição mais elevada, faróis revistos e agora equipados com luzes em LED de série, entre outros itens. Personalização também é um dos fortes do modelo e no total mais de 70 combinações externas serão oferecidas, incluindo diferentes opções de cores para carroceria, teto e rodas.

Galeria: Citroën C3 Aircross 2021

Na cabine, o C3 Aircross 2021 incorpora os bancos Advanced Comfort da Citroën, que prometem conforto extra graças às camadas reforçadas de espuma, além de um novo console central com mais espaço para armazenamento de objetos, novo sistema de entretenimento com tela de 9 polegadas (compatível com Android Auto e Apple CarPlay) e suporte para carregamento sem fio de celulares.

No quesito segurança, o modelo dispõe de até 12 sistemas ativos, incluindo head-up display colorido, frenagem de emergência, Park Assist e a mais recente câmera de ré Top Rear Vision da marca. Completa o pacote o sistema Grip Control com Hill Descent Assist, que promete otimizar a aderência na maioria dos tipos de terreno, apesar da ausência de um sistema de tração nas quatro rodas.

Sob o capô, são oferecidos motores a gasolina e diesel, incluindo o 1.2 turbo de 110 ou 130 cv, o 1.5 turbodiesel de 110 cv e o 1.6 também turbodiesel de 120 cv. Na Europa, as vendas serão iniciadas em junho.

Citroën C3 Aircross 2021

E no Brasil?

Por aqui, o C3 Aircross 2021 não será lançado, mas certamente deverá servir de inspiração para o visual do novo SUV nacional da marca. Ainda em desenvolvimento, o modelo será fruto do projeto Smart Car e chegará ao mercado no segundo semestre deste ano, com produção em Porto Real (RJ). Na gama da marca, ficará posicionado abaixo do C4 Cactus. Além do Brasil, também será fabricado na Índia.