Aumento foi geral e aplicado em todas as versões do SUV

Clientes Chevrolet interessados em fechar negócio no SUV Tracker neste mês de fevereiro devem encontrar tabela de preços com valores reajustados nas concessionárias. A marca promoveu aumento geral e deixou todas as versões do modelo mais caras. Dependendo da configuração, o reajuste pode ser de até R$ 640.

A partir de agora, a versão de entrada 1.0 turbo MT passa a custar R$ 92.850, contra R$ 92.390 de até então - reajuste de R$ 460. Já no topo da gama, a variante Premier 1.2 turbo AT (única com esse tipo de motorização) encareceu R$ 640 e agora não sai por menos de R$ 126.830. Apesar do aumento, não há novidades na lista de equipamentos.

Galeria: Teste - Chevrolet Tracker LT 1.0T 2021

Mecanicamente, o motor 1.0 turbo de 3 cilindros compartilhado com os modelos Onix e Onix Plus entrega 116 cv a 5.500 rpm, com etanol ou gasolina, enquanto o torque pode ser de 16,3 kgfm (gasolina) ou 16,8 kgfm (etanol), a partir de 2.000 rpm. O câmbio pode ser manual ou automático, ambos de 6 marchas.

Na versão topo de linha, marca presença o 1.2 turbo, também de 3 cilindros, mas neste caso com potência 132 cv a 5.500 rpm e torque de 19,4 kgfm a 2.000 rpm com gasolina, e 133 cv e 21,4 kgfm com etanol. A transmissão neste caso é sempre automática.

Tabela de preços Chevrolet Tracker

MODELO PREÇO ANTERIOR PREÇO ATUAL
Chevrolet Tracker 1.0T MT R$ 92.390 R$ 92.850
Chevrolet Tracker LT 1.0T AT R$ 101.190 R$ 101.690
Chevrolet Tracker LTZ 1.0T AT R$ 109.790 R$ 110.340
Chevrolet Tracker Premier 1.0T AT R$ 117.990 R$ 118.580
Chevrolet Tracker Premier 1.2T AT R$ 126.190 R$ 126.830

Fotos: Divulgação e Arquivo Motor1.com

Envie seu flagra! flagra@motor1.com