Próxima geração das picapes irão compartilhar plataforma e motores. Ranger será feita também na Argentina em 2023

Faz poucas semanas que vimos a nova geração da Ford Ranger em testes pela primeira vez, com um design inspirado na nova F-150. A picape média será feita na Argentina em 2023 e também na África do Sul, onde o investimento é um pouco mais especial, pois irá compartilhar a linha de produção com a Volkswagen Amarok - o modelo da VW terá a mesma plataforma e motores que o da Ford.

Para adaptar e modernizar a linha de produção da fábrica sul-africana de Silverton, a Ford investirá US$ 1,05 bilhão (R$ 5,62 bilhões), soma que será o maior aporte já feito pela fabricante no país nos 97 anos de operação por lá. Com a expansão do complexo para produção da nova Ranger, a marca norte-americana também exportará unidades da picape para outros mercados.

Galeria: Ford - Fábrica de Silverton

“Este investimento irá modernizar ainda mais nossa operação sul-africana, ajudando a ter um papel mais importante na nossa reestruturação e crescimento da operação automotiva global, assim como nossa aliança estratégica com a Volkswagen", disse a Ford no comunicado.

Atualmente, a fábrica de Silverton tem capacidade anual de 168 mil veículos e, após o investimento, este número será elevado para 200 mil unidades/ano. Além de atender o mercado local, a nova Ranger produzida o complexo será enviada para mais de 100 países.

A Ford também irá produzir a Vokswagen Amarok na mesma linha de montagem, como parte da aliança entre as duas empresas voltada a veículos comerciais. A Ford prevê a criação de 1.200 postos de trabalhos, elevando o total de funcionários no país para 5.500 trabalhadores.

“A Ranger é um de nossos veículos globais mais bem sucedidos de de maior volume. Este investimento irá equipar nosso time com as ferramentas e instalações para que entreguem a melhor Ford Ranger de todos os tempos, com uma qualidade superior e grande quantidade.”

Além da África do Sul, a nova Ford Ranger também será feita na Argentina, onde a marca já investiu US$ 580 milhões para produzir a nova geração da picape, porém somente para a América Latina e sem que faça também a Volkswagen Amarok. Embora a nova Ranger esteja confirmada para o Brasil, o mesmo não se aplica para a Amarok. Por enquanto, a informação e de que apenas a atual geração segue em produção no país vizinho.

Ouça nosso podcast:

 

Galeria: Ford Ranger 2023 - Primeiro flagra

Foto de: Automedia
Envie seu flagra! flagra@motor1.com