Executivo quer que linha de SUVs e compactos atraia os donos de EcoSport e Ka

A Ford representou 7,14% de todas as vendas de carros e comerciais leves em 2020, sendo que essa participação sobe para 7,39% ao considerar só automóveis. Com o fim de EcoSport, Ka e Ka Sedan, este número irá cair consideravelmente e, como estes três modelos somaram 117.265 unidades emplacadas em 2020, muitas fabricantes estão de olho nesses clientes. Um deles é a Volkswagen, como revela Pablo Di Si, presidente da empresa na América Latina.

"A Ford produzia o EcoSport e o Ka no Brasil. E agora estamos trabalhando na empresa para aumentar nossa participação de mercado, tanto no segmento dos SUVs quanto dos compactos. Foram produtos que competiram conosco e que temos boas alternativas para oferecer na marca Volkswagen", disse o executivo em uma live com o Valor.

Di Si ainda comentou sobre como o segmento de carros compactos está passando por uma transição, encolhendo cada vez mais no mundo com os clientes partindo para SUVs. "Na Volkswagen, continuaremos a produzir e vender carros pequenos, mas a participação desses produtos está caindo, no Mercosul e em todo o mundo", explica. De fato, isso está causando até o desaparecimento da categoria dos subcompactos na Europa, que está sendo substituído por crossovers com menos de 4 metros aos poucos – como o futuro Hyundai Bayon.

A dificuldade da indústria é manter os carros mais baratos com um preço que permita ser lucrativo ou, ao menos, pague as contas da produção, já que quase metade do valor para o cliente são impostos. Junte isso com a exigência de ter modelos cada vez mais equipados e seguros e o segmento deixa de fazer sentido. Não é à toa que muitos subcompactos estão passando a ser somente elétricos, como é o caso do Fiat 500 e Volkswagen e-Up!.

Concessionária Digital VW

Para a Volkswagen, ir atrás dos clientes da Ford não pode acontecer se isso trouxer prejuízo. "Nós sempre iremos competir por essa porção do mercado, mas sempre com foco na lucratividade. Nós não estamos obcecados em continuar neste mercado, especialmente porque todas as marcas estão notando a mesma tendência do público", continua o CEO da VW no Brasil.

Conseguir estes clientes da Ford será um desafio para a Volkswagen. Um estudo feito pela MegaDealer revelou que, ao longo de 2020, apenas 13% dos proprietários de um carro da Ford trocaram seus veículos usados por um da marca alemã, fazendo com que seja a 4ª na lista, atrás de Chevrolet (24%), Hyundai (15%) e Fiat (14%).

Envie seu flagra! flagra@motor1.com