Era mantida somente na versão Hard Working 1.4 com cabine simples, por R$ 65.490

O plano de oferecer duas gerações da Fiat Strada nas concessionárias não durou muito tempo. Quase um ano depois de lançar o novo modelo no Brasil, a fabricante encerra a produção da Strada “velha”, que servia como opção mais acessível para quem precisava de uma picape compacta. Embora o configurador da picape ainda esteja no ar, mostrando o preço de R$ 65.490, a fabricante confirma o fim do modelo.

Em nota, a Fiat confirmou o fim da Strada da geração anterior, revelando que a produção foi encerrada agora em janeiro. O modelo antigo correspondia a apenas 3% das vendas gerais da picape compacta "A Fiat optou por descontinuar, a partir de janeiro de 2021, a produção da versão Hard Working, priorizando, assim, as entregas da segunda geração do modelo", explica o comunicado, citando que houve uma migração natural dos clientes para a nova Strada na versão Endurance Cabine Plus.

Como Motor1.com adiantou em primeira mão, a Fiat pretendia deixar a Strada antiga nas lojas como uma opção voltada para vendas diretas, como foi com com o antigo Palio Fire e como a marca faz até hoje com o Grand Siena. No entanto, ficou difícil justificar a sua existência, pois custava R$ 65.490, enquanto a nova Strada na versão básica Endurance Cabine Plus custa R$ 67.490, apenas R$ 2 mil mais cara.

Galeria: Fiat Strada 2019

Além da diferença de preço ser bem pequena, a lista de equipamentos é mais interessante no caso da nova geração. Tem os mesmos itens do modelo antigo, e ainda traz o controle de estabilidade/tração com assistente de partida em rampas. Ainda conta com mais opcionais, como central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, ou a capota marítima.

Para piorar, a mecânica é igual nos dois modelos, usando o motor 1.4 Fire Evo de 88 cv a 5.750 rpm e 12,5 kgfm de torque a 3.500 rpm, sempre combinado ao câmbio manual de 5 marchas. É uma opção melhor também para quem quer carregar objetos maiores e mais pesados, pois a nova geração tem uma caçamba com capacidade de carga de 720 kg e 1.354 litros, enquanto a Strada velha leva 705 kg e 1.220 kg.

Um dos carros mais antigos ainda produzidos no Brasil, a geração anterior da Fiat Strada estava no mercado há 23 anos. Foi lançada em 1998, usando a plataforma do primeiro Palio e, desde então, manteve a arquitetura apesar do visual ser atualizado com o passar dos anos – não mudou a base nem mesmo quando o Palio trocou de geração posteriormente.

No segundo semestre deste ano, veremos mais uma novidade para Fiat Strada, com a chegada do tão esperado câmbio automático do tipo CVT, combinado ao motor 1.3 Firefly de 109 cv a 6.250 rpm e 14,2 kgfm a 3.500 rpm. Esta mesma transmissão será adotada por outros modelos da empresa, como a dupla Argo e Cronos, além de fazer com que a Strada seja a única opção do segmento compacto sem pedal de embreagem.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com