Memorando foi enviado após uma foto da inédita picape Maverick cair na rede

A Ford tem tido um sério problema com vazamentos nos últimos tempos. Recentemente vimos imagens do sucessor do Fusion em uma sessão de fotos na China e foi ainda pior com a picape Maverick, que apareceu em diversas situações diferentes. Isso forçou a fabricante a mandar um memorando para seus fornecedores, lembrando que é dever deles manter o segredo dos produtos até o momento da apresentação, como revela o site Automotive News.

O memorando foi enviado pouco depois do vazamento da Ford Maverick direto da linha de montagem, em uma foto que acabou revelando o design dianteiro. E este nem foi o primeiro vazamento da picape que ficará abaixo da Ranger, pois antes vimos uma renderização da tampa da caçamba, que pouco depois apareceu em uma foto. Dá para entender porque a Ford está tão frustrada, dizendo que "não pode destacar suficientemente o impacto negativo" que estes vazamentos causam para a empresa.

Galeria: Ford Maverick 2022 - Imagens vazadas

Até antes disso a Ford já teve problemas. Tanto o Bronco quanto o Bronco Sport foram fotografados sem camuflagem meses antes da apresentação, estragando uma das grandes surpresas da fabricante para 2020.

O documento alerta aos fornecedores que fotos dos produtos feitas antes deles serem revelados não são permitidas, incluindo imagens de qualquer veículo camuflado ou protótipos. A empresa também lembra que pode multá-los ou entrar na justiça por causa dos danos causados pelos vazamentos. A Ford não cita qualquer fornecedor ou modelo específico no memorando.

Apesar disso, as chances de que os vazamentos parem são bem pequenas, já que isso tem sido cada vez mais comum entre todas as fabricantes. Como todo mundo tem uma câmera no bolso na forma de um smartphone, fica fácil quebrar as regras e fotografar um carro em desenvolvimento. Recentemente, Volkswagen, BMW e Genesis também tiveram este problema, com carros aparecendo online antes da estreia.