Nova geração terá inspiração no Cxperience Concept e estilo nada convencional

Longe do Brasil desde 2013, quando deixou de ser importado oficialmente, o sedã C5 está prestes a ganhar uma geração inteiramente nova na Europa. Prova disso são as imagens deste flagra, que pela primeira vez revelam detalhes importantes do design e adiantam que a Citroën fará uma verdadeira revolução em termos estéticos.

A ideia é reinventar o segmento de sedãs grandes, de modo a dar ao C5 maior competitividade diante da acirrada concorrência com veículos de outras categorias (especialmente os SUVs, que vêm matando sedãs, minivans e peruas mundo afora). Não por acaso, o modelo será uma mistura de diferentes estilos, com toques de station wagon, hatchback e crossover.

Galeria: Citroën C5 2021 - Flagra

Em 2018, a própria Citroën adiantou que a estratégia adotada para o novo C5 seria de reinvenção, já que o mercado de sedãs grandes tradicionais está praticamente morto. A inspiração para o design virá principalmente do CXeperience Concept, protótipo apresentado no Salão de Paris de 2016. Haverá ainda distinção em relação aos carros da marca DS, divisão premium do grupo.

Mecanicamente, há grande expectativa em relação ao conjunto de suspensão. Rumores apontam para adoção do chamado Progressive Hydraulic Cushions, sistema que ajusta o amortecimento automaticamente para melhorar o conforto a bordo. O dispositivo já é usado no SUV C5 Aircross e poderá ser adotado pelo C5 sedã em uma versão ainda mais avançada.

Citroën C5 2021 - Flagra

A plataforma usada será a conhecida base EMP2 do grupo PSA, de caráter modular e capaz de sustentar powertrains híbridos de última geração. Não por acaso, o C5 será oferecido com pelo menos dois diferentes tipos de conjuntos plug-in e dispensará o uso de motores a diesel.

Pelo andar dos testes, o lançamento deverá acontecer em 2022.