Joint-venture seria criada como parte do acordo, mas tudo agora foi por água abaixo

Especulado desde meados de 2019, o estreitamento das relações entre Ford e Mahindra na Índia parece ter azedado. Até então, havia grande expectativa em torno da criação de uma joint-venture que culminaria em uma nova empresa com participação de 49% da Ford e 51% da Mahindra. Agora, porém, a norte-americana desistiu do acordo e todos os planos foram por água abaixo.

De acordo com a agência de notícias Automotive News Europe, a Ford decidiu manter o controle de suas próprias operações no mercado indiano em razão dos efeitos causados ​​pela pandemia do Covid-19. As duas empresas concordaram em encerrar a parceria, alegando mudanças na estratégia de prioridades de alocação de capital diante do cenário da economia global nos últimos 15 meses.

Galeria: Ford EcoSport FreeStyle 2020

"A economia global e o ambiente de negócios não são os mesmos de outubro do ano passado", disse o porta-voz da Ford, TR Reid. "O prazo para finalizar a joint-venture entre as empresas era 31 de dezembro, e ambas tomaram a decisão de encerrar o acordo ao invés de fechar o negócio ou estender o cronograma para fazê-lo", explicou.

Como já dito, a nova empresa teria participação de 49% da Ford e 51% da Mahindra, e absorveria toda operação indiana da primeira, incluindo duas fábricas e toda a força de trabalho. Na prática, representaria uma espécie de saída parcial da Ford do mercado indiano. Na época, o CEO da Ford, Jim Farley, chegou a dizer que a JV permitiria dobrar as receitas da empresa na Índia.

Mahindra XUV500

Até outubro, a Mahindra vendeu no mercado local 102.485 veículos, ocupando a 6ª posição no ranking. A queda em relação a 2019, porém, foi amarga: 46%. Já a Ford, no mesmo período, entregou 40.164 unidades, ocupando a 10ª colocação e recuando cerca de 38% na comparação com o ano anterior. No geral, as vendas de veículos de passageiros caíram 17% no país em razão da pandemia.

Projetos da parceria

Diante da desistência, os projetos até então tocados em conjunto seguem sem definição. A parceria incluía o desenvolvimento de pelo menos três SUVs, sendo um inédito modelo de entrada com menos de 4 metros, outro para suceder a atual geração do EcoSport e, por fim, um crossover médio para disputar mercado com o Jeep Compass. 

Novo SUV Ford - Flagra

Cada um desses modelos teria um equivalente produzido pela Mahindra, com mecânica compartilhada, mas design próprio. Da sua parte, a Mahindra disse em comunicado que o encerramento da parceria não afetará o desenvolvimento de novos produtos. Resta saber qual será a posição da Ford.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com