Planta localizada em São Petersburgo tem capacidade para produzir 100 mil carros por ano

Fechada desde 2015, quando as atividades comerciais da Chevrolet foram significativamente reduzidas no país, a fábrica da General Motors na Rússia acaba de ser adquirida pela Hyundai. Sediada nos arredores de São Petesburgo, a planta foi inaugurada em 2008 e tem capacidade para produzir anualmente cerca de 100 mil veículos.

O valor do negócio não foi divulgado e, apesar de o anúncio ter sido feito só agora, foi fechado desde o início de novembro. Também não ficou claro quando a marca começará a operar a unidade e quais veículos serão produzidos. "É nossa segunda fábrica no país e agora estamos trabalhando em possíveis cenários para usar esse ativo”, disse Alexey Kalitsev, chefe da Hyundai local.

Galeria: Hyundai Creta 2020 - Rússia

De fato, Hyundai e Kia já possuem fábrica em solo russo e somam capacidade produtiva anual de aproximadamente 200 mil unidades. Entre os modelos feitos localmente, destaque para o Creta, que conta com visual exclusivo e ampla participação no segmento de SUVs compactos. Também são vendidos modelos como Solaris, Elantra, i30 N, Sonata, Tucson, Santa Fe, Palisade e a van de passageiros H1. Em 2019, as duas marcas venderam 400.000 veículos no país.

Na Índia, GM não consegue vender fábrica

Assim como na Rússia, a General Motors também reduziu significativamente sua participação comercial na Índia. No entanto, não conseguiu se desfazer da fábrica que ainda mantém no país. A unidade produz apenas o compacto Beat e, depois da saída da Chevrolet do mercado indiano, atua apenas no segmento de exportação.

Chevrolet Beat - México

A ideia era vender a estrutura para a chinesa Great Wall, mas os planos acabaram não se concretizando. O governo indiano não autorizou a negociação e agora a GM terá de arcar sozinha com os custos de fechamento da fábrica, que opera desde 1996 e possui mais de 1.800 funcionários.

Fotos: Divulgação