Modelo chegará ao país vizinho com motor 3.6 V6 de 285 cv

A FCA da Argentina confirma para janeiro o lançamento comercial da picape Jeep Gladiator no país. O modelo já foi apresentado ao público local no início desse ano e é aguardado com bastante expectativa - principalmente pelo fato do nome Gladiator ter bastante história no mercado doméstico.

Entre os anos de 1963 e 1967, a IKA (Industrias Kaiser Argentina) produziu na província de Córdoba uma picape Jeep de mesmo nome. O modelo fez relativo sucesso na época e até hoje possui considerável legião de fãs no país. A nova geração, quase 60 anos depois, promete reviver o mesmo espírito off-road.

Galeria: Já dirigimos: Jeep Gladiator 2020

Detalhes sobre a versão destinada à Argentina ainda são desconhecidos, mas é certo que será equipada com o mesmo conjunto mecânico do irmão Wrangler vendido naquele mercado: motor 3.6 V6 Pentastar de 285 cv e 35,9 kgfm de torque, ligado ao câmbio automático de 8 marchas. A tração será 4x4 com reduzida e bloqueio dos diferenciais dianteiro e traseiro.

Preços serão divulgados na ocasião do lançamento, mas desde já há expectativa para valores mais competitivos que no Wrangler. Ao contrário da maioria da gama Jeep do país, a Gladiator será classificada como "utilitário leve" e, de acordo com a legislação local, ficará isenta de uma série de impostos. Resta saber qual será a estratégia de posicionamento adotada pela marca.

Já dirigimos: Jeep Gladiator 2020

Gladiator no Brasil

Por aqui, o lançamento da Gladiator também está confirmado, mas a chegada ao mercado ainda não tem data para acontecer. Por conta da alta demanda em mercados estrangeiros, especialmente nos Estados Unidos, a Jeep não tem dado conta de suprir todos os pedidos.

A fábrica do Ohio, única a montar a picape, tem capacidade para produzir anualmente 100 mil unidades, mas a demanda atual é de aproximadamente 140 mil. O mercado argentino é bem menor que o brasileiro e, portanto, mais fácil de atender.

Fotos: Divulgação