Empresa investirá em modelos eletrificados importados e nova marca premium

Apesar de um ano conturbado, a Caoa Chery apresentou dois importantes modelos em 2020, o Arrizo 6 e o Tiggo 8. Recentemente, a empresa já tinha anunciado um investimento de R$ 1,5 bilhão para 10 lançamentos em cinco anos (entre novos modelos e reetilizações), além de uma reestruturação do centro de distribuição de peças para o pós-vendas. E agora a Caoa Chery fala sobre os planos para 2021.

Como a indústria em geral, Marcio Alfonso, CEO da Caoa Chery, falou sobre as quedas nas vendas e produção. Ao mesmo tempo, relembrou a renovação de modelos como o Tiggo 5x, Tiggo 7, Arrizo 5 e Tiggo 2, além do lançamento do Arrizo 6 e Tiggo 8 - neste último, com uma demanda superior ao esperado por mês.

Se em 2017 a Chery vendeu 3.734 veículos, em 2020 a expectativa são 20.200 unidades mesmo com a pandemia. Para 2021, a projeção é de cerca de 34 mil unidades com um possível crescimento além com as mudanças em produtos e rede (que será ampliada para 150 pontos, hoje 115). Em participação, são 1,5 % no mercado no próximo ano, frente a marcas como Peugeot, Citroën e Mitsubishi - querem chegar ao TOP 10 até 2023.

Para 2021, a Caoa Chery planeja atualizar e ampliar a linha de modelos e a chegada da Exeed, uma marca premium do grupo. Além disso, produtos eletrificados provavelmente importados da China, uma ampliação do portfólio que hoje é composto apenas pelo sedã Arrizo 5e. Especificamente, não foram divulgados os novos modelos.

Novo Chery Tiggo 2
Chery Tiggo 5X facelift  - China

Entre as renovações, podemos esperar o novo Tiggo 2, com novo visual e o motor 1.0 turbo com câmbio CVT, um grande passo para o modelo oferecido hoje com motor 1.5 aspirado e câmbio automático de 4 marchas. O Tiggo 5x também deve ser reestilizado.

 

Galeria: Novo Exeed TXL

Envie seu flagra! flagra@motor1.com