Nova geração é esperada para o final de 2021 como perua aventureira rival do Subaru Outback

Mesmo que a produção do Ford Fusion já tenha sido encerrada para as Américas, o sedã seguirá vivo por mais um ano na Europa. Vendido por lá como Mondeo, o modelo passou por uma mudança, perdendo as versões normais a gasolina para ser comercializado somente com motorizações híbridas. Curiosamente, a variante a diesel continuará nas lojas.

Vítima das novas normas de emissões na Europa, o Ford Fusion com o motor 1.5 EcoBoost turbo a gasolina não será mais oferecido. Era a última opção sem eletrificação, já que o 2.0 EcoBoost foi descontinuado no lançamento do facelift no ano passado.

Galeria: Ford Mondeo reestilizado

O que restou é o Mondeo Hybrid, nas carrocerias sedã e perua, e a Ford diz que está "entre as soluções ajudando os clientes a fazer a transição para a eletrificação com confiança." A marca ainda revela que a demanda pelo Mondeo eletrificado aumentou 25% durante os primeiros sete meses de 2020 em comparação ao ano passado.

O Mondeo Hybrid tem a mesma mecânica que conhecemos do Fusion Hybrid que foi vendido por aqui. Utiliza um motor 2.0 aspirado de ciclo Atkinson abastecido com gasolina, apoiado por um pequeno conjunto de baterias de 1,4 kWh e um motor elétrico. A potência combinada é de 189 cv.

“A mudança para uma produção 100% híbrida da nossa linha a gasolina do Mondeo é outro grande passo para frente na jornada de eletrificação da Ford", comenta Roeland de Waard, vice-presidente de Marketing, Vendas e Serviços da Ford Europa. “Para clientes que dirigem menos de 20.000 km por ano, nosso Mondeo Hybrid é uma escolha inteligente, oferecendo um negócio melhor do que diesel, e potência elétrica sem recarga ou preocupação com autonomia.”

Falando no diesel, o 2.0 EcoBlue turbodiesel de quatro cilindros continuará a ser vendido, sendo a única alternativa ao Mondeo Hybrid. Esta motorização pode ser comprada nas versões de 152 cv e 193 cv, podendo trabalhar com um câmbio manual de 6 marchas ou automático de 8 relações.

Enquanto isso, tudo indica que a Ford está trabalhando em uma nova geração do Fusion para o final do ano que vem. No entanto, ele deixará de ser um sedã, tornando-se uma perua aventureira e apenas com motorização híbrida. Será rival do Subaru Outback e, a princípio, sua comercialização ficará restrita somente aos EUA e Europa.