Nova geração já está sendo vendida em países como China e Índia

A Hyundai amplia o alcance comercial da nova geração do Creta nesta semana com a confirmação de lançamento em diversos países. Já oferecido em mercados importantes, como China e Índia, o renovado SUV está agora sendo anunciado para Oriente Médio e África. No Egito, por exemplo, já é possível fazer encomendas e aguardar a entrega com o carro já reservado.

Visualmente, o exterior não muda em relação ao carro que já é vendido em mercados asiáticos. Dessa forma, tudo indica que o polêmico design será global e não deve variar de acordo com a região. A única exceção será o interior, que mudou na versão indiana e se tornou padrão para os demais países. Na China, exclusivamente, a cabine tem central multimídia vertical e pegada mais futurista.

Galeria: Novo Hyundai Creta - África e Oriente Médio

Nesta nova geração, o Creta ficou mais comprido, largo e ligeiramente mais baixo que a anterior. Ao todo, são 4,30 metros de comprimento, 1,79 metro de largura e 1,62 metro de altura. Para efeito de comparação, o Creta atual mede 4,27 metros, 1,78 m e 1,63, respectivamente. A distância entre-eixos também foi modificada e agora chega aos 2,61 metros - ganho de 2 centímetros.

Mecanicamente, consumidores do Oriente Médio e da África poderão escolher entre três opções de motorização: 1.5 aspirado de 115 cv, 1.5 turbodiesel também de 115 cv e 1.4 turbo a gasolina com 140 cv. O câmbio poderá ser manual de 6 marchas ou automatizado de 7 velocidades, dependendo da versão. Não haverá versão 4x4, mas o controle eletrônico de tração oferecerá alguns modos de condução, como Areia e Neve.

A lista de itens de série para as regiões inclui central multimídia de 8 polegadas, piloto automático, carregamento sem fio para smartphones, teto panorâmico, bancos dianteiros ventilados, seis airbags, câmera de ré, entre outros.

Novo Hyundai Creta - África e Oriente Médio

Novo Creta no Brasil

No Brasil, o Creta é vendido desde 2017 e, considerando as movimentações da concorrência, o lançamento da nova geração não deve demorar para acontecer. A estreia é aguardada para 2021 e, a exemplo dos mercados internacionais, o polêmico design provavelmente também será adotado por aqui. A conferir.

Fotos: Divulgação