Jim Farley disse que quer "dar aos clientes o que eles desejam"

Apesar da estratégia de focar apenas em segmentos considerados rentáveis, especialmente SUVs e picapes, a Ford parece estar disposta a oferecer veículos baratos na América do Norte. Pelo menos foi o que garantiu em entrevista recente o novo CEO da marca, Jim Farley. O executivo prometeu fazer mudanças importantes na gestão da empresa (começando pela nomeação de um novo diretor financeiro) e "dar aos clientes o que eles desejam".

Parte dessa fórmula diz respeito à oferta de veículos mais acessíveis aos compradores norte-americanos. De que forma Farley cumprirá a promessa ainda é uma incógnita, tendo em vista que o mercado de veículos considerados mais baratos, como hatchbacks compactos e sedãs médios, foi abandonado pela Ford em troca de investimentos no desenvolvimento de SUVs e picapes.

Galeria: Ford EcoSport reestilizado 2018

Atualmente, o carro mais barato vendido pela marca nos EUA é o EcoSport, que chega por lá importado da Índia ao preço de US$ 19.995. A ideia de "dar aos clientes o que eles desejam" foi interpretada por muitos como indicativo de um provável retorno aos segmentos abandonados, mas as possibilidades por enquanto são remotas.

"Durante os últimos três anos, sob a liderança de Jim Hackett, fizemos um progresso significativo e abrimos a porta para nos tornarmos uma empresa vibrante e com crescimento lucrativo", disse Farley. "Agora é hora de ir além. Vamos enfrentar novos desafios - direcionar investimentos para crescer ainda mais e gerar oportunidades para criar valor - e ganhar clientes por meio de ótimos produtos", completou.

Fotos: Divulgação