Modificações foram feitas pela marca na Nova Zelândia

Enquanto a Toyota não lança a Hilux esportiva para concorrer contra Ford Ranger Raptor, a divisão da Nova Zelândia fez sua própria. A Toyota Hilux Mako é uma versão preparada dentro da fábrica e que pode ser encomendada nas concessionárias com diversos diferenciais, sejam visual quanto de suspensão para o uso mais fora-de-estrada.

A Hilux Mako foi desenvolvida pela Toyota da Nova Zelândia. Visualmente, deparamos com novos parachoques, principalmente um dianteiro menor e em aço, com uma barra de LEDs e ganchos de reboque. Protetores estão na parte de baixo, assim como alargadores de para-lamas abrigam rodas de 18" da Black Rhinno com pneus de uso misto 265/60. A suspensão foi elevada em 40 mm na dianteira e 50 mm na traseira com kits da ARB. O sistema de freios foi revisado e usa os discos do SUV SW4 (Fortuner por lá), com 15 mm a mais de diâmetro, além de pastilhas e linhas de freios revisados. 

Toyota Hilux Mako - Nova Zelândia
Toyota Hilux Mako - Nova Zelândia

Como é uma versão de fábrica, tudo foi testado antes de ser oferecido aos clientes. Por dentro, bancos esportivos e um novo revestimento no volante. A mecânica não foi alterada, mas a Hilux na Nova Zelêndia já tem o motor 2.8 turbodiesel com 204 cv e 51 kgfm de torque, além de diversos equipamentos de segurança, como alerta de colisão com frenagem automática e alerta de saída de faixa. 

A Hilux Mako foi uma opção enquanto a Toyota não lança uma versão para concorrer com a Ford Ranger Raptor. Mas isso só deve acontecer em uma nova geração da picape, prevista para 2023, com um motor V6 turbodiesel 3.3 com mais de 270 cv. Enquanto isso, no Brasil esperamos a apresentação da Nova Hilux e SW4 ainda em 2020, provavelmente em novembro, com as mudanças visuais, mais potência no motor 2.8 e equipamentos de segurança. 

Galeria: Toyota Hilux Mako - Nova Zelândia