SUV cupê de porte médio usa a base do AllSpace vendido no Brasil e deve ter motor 2.0 turbo

Já falamos algumas vezes que a Volkswagen está bastante dedicada a fortalecer sua linha de SUVs ao redor do mundo. E parece que a nova receita está em transformar tudo em cupê, como o nosso Nivus e o Atlas Cross Sport. Dessa vez, o Tiguan será a "vítima" e ganhará um caimento de teto diferente, a ser apresentado na China no dia 7 de setembro. 

Algumas imagens prévias já foram liberadas e mostram o Tiguan X, como será conhecido na China, em sua provável roupa mais esportiva, a versão R-Line. A dianteira inclusive já exibe a reestilização do Tiguan convencional, que aconteceu há poucos meses. Apesar de não ter uma foto específica do interior, podemos ver pelos vidros o novo volante da marca. 

VW Tiguan X
VW Tiguan X

O VW Tiguan X usará a mesma base do nosso Tigual AllSpace, com o entre-eixos alongado, medindo 2.791 mm. Apesar disso, será um modelo de cinco lugares por conta do caimento da traseira. Aliás, difícil não lembrar do Nivus ao ver as lanternas do Tiguan X, que se diferencia pela parte central mais fina e com o nome do modelo. 

A novidade deve usar um conjunto mecânico conhecido. O Tiguan X terá o motor 2.0 turbo, com 186 e 220 cv, dependendo da versão, ligado ao câmbio DSG de dupla embreagem e 7 marchas, com a opção de tração integral 4Motion - assim como o Tiguan AllSpace R-Line vendido no Brasil. Será tudo isso um indicativo que o teremos em nosso mercado?

Provavelmente não. Sua produção deve ficar focada na China, enquanto o Tiguan AllSpace vendido no Brasil é feito no México e se beneficia de acordos fiscais entre os dois países. Ao mesmo tempo, não seria a primeira vez que um SUV de marca tradicional chegaria da China, já que agora temos o Ford Territory em nosso mercado. 

Fotos: divulgação

Galeria: VW Tiguan X (2020)