Utilitário tem motorização híbrida e abusa da tecnologia: são nada menos que 7 telas na cabine

Em 1962, a Jeep lançou o primeiro Wagoneer como uma representação de luxo dentro da marca, trazendo acabamento em madeira e outros mimos, o que logo fez com que se tornasse um ícone na história da empresa. Entre idas e vindas, o modelo acabou desaparecendo das lojas. Mas isso irá mudar em breve.

Seu renascimento começa com o Jeep Grand Wagoneer Concept, protótipo apresentado em Detroit (EUA) que concentra tudo o que há de moderno em um único utilitário, tanto em termos de design quanto tecnologia, passando pela motorização, que contará com um propulsor híbrido e tração integral. A versão de produção será lançada em algum momento do ano que vem.

Galeria: Jeep Grand Wagoneer Concept 2020

Definido pela fabricante como um "premium americano", o Grand Wagoneer irá se posicionar no topo da linha de SUVs da empresa e promete enfrentar até marcas de luxo, oferecendo uma experiência "única e inédita".

“Para o Grand Wagoneer Concept, nós nos esforçamos para criar um design elegante com uma silhueta atemporal, apresentando inúmeros detalhes elaborados para dar-lhe uma presença notável na estrada."

"O novo Grand Wagoneer Concept marca o primeiro passo para o renascimento da marca Wagoneer, um verdadeiro ícone premium americano", disse Christian Meunier, presidente global da Jeep-FCA. "Com a eletrificação gradual da nossa gama nos próximos anos e a reintrodução do Wagoneer, pretendemos conquistar novos segmentos, incluindo o premium. Se todos os Jeeps são famosos pela praticidade, usabilidade e desempenho, o Wagoneer combinará essas características com refinamento, autenticidade e todas as tecnologias dos mais completos carros europeus".

Do lado de fora, o Grand Wagoneer Concept é enorme, com a sensação de grandeza reforçada pela grade frontal com as clássicas sete entradas de ar verticais. Cada uma dessas passagens de ar tem um acabamento interno cromado e as divisões entre elas apresentam linhas em LED para deixá-lo mais elegante durante à noite. No caso do conceito, ele não tem o logo da Jeep no capô, usando o nome do carro. Os faróis bi-LED completam a frente.

De perfil, ele também é majestoso, com destaque para as rodas de liga leve de 24" com vários raios e acabamento em preto brilhante. A traseira é refinada, usando lanternas em LED que se estendem horizontalmente. Abaixo da tampa do porta-malas de acionamento elétrico está um difusor bem sutil que otimiza a passagem de ar na parte inferior do utilitário. Há muito vidro nele, com janelas grandes. Some isso ao teto solar panorâmico e o interior fica bem iluminado, com a sensação de ser aberto.

No interior, o Grand Wagoneer Concept desafia todos os SUVs de luxo do mercado. Tem sete lugares, com assentos para adultos e todos com o máximo de conforto possível. A iluminação ambiente é totalmente personalizável em cor e intensidade, com grandes janelas que lembram as do Wagoneer original. Mas há também outros elementos que homenageiam a primeira geração, como o volante de dois raios.

Jeep Grand Wagoneer Concept (2020)
Jeep Grand Wagoneer Concept (2020)

O acabamento usa madeira tratada termicamente e embutida, alumínio forjado e vidro, aparecendo desde os painéis das portas e console central até os botões da transmissão e os alto-falantes do sistema de som. Há também muito couro, camurça e microfibra feitos com materiais reciclados ou semi-sintéticos. Algumas das peças usam madeira de teca, a mesma usada em iates.

Não faltam telas dentro do carro. O painel de instrumentos é um display de 12,3" e logo ao lado direito está a central multimídia, esta com uma tela horizontal de 12,1". Logo abaixo temos mais um display sensível ao toque de 10,25", para controlar o ar-condicionado e outros itens de conforto. O passageiro dianteiro conta com sua própria tela de 10,25"m que segue o acabamento do console central, no estilo usado pela Ferrari. Quem estiver na segunda fileira de assentos ainda terá acesso a três telas. Uma de 10,25" fica no console central, também usada para os itens de conforto, enquanto os apoios de cabeça trazem dois displays de 10,1". No total, são 7 telas que, se somadas, formariam um display de quase 45".

Jeep Grand Wagoneer Concept (2020)

O sistema usado no veículo é o Uconnect 5 da FCA. A fabricante diz que ele é 5 vezes mais rápido do que o atual e oferece uma quantidade muito maior de controles e personalizações. O Jeep Grand Wagoneer também é o único carro do mundo a usar um sistema de som McIntosh, uma marca de luxo norte-americana que trabalha com sistemas de som para residências. E ele impressiona, pois são 23 alto-falantes feitos sob medida, conectado a um amplificador de 24 canais.

A única parte que a Jeep ficou devendo informações foi na mecânica do Grand Wagoneer. A única dica é que ele usa um sistema híbrido plug-in e que tem tração integral. Provavelmente é como o Wrangler 4xe, com o 2.0 turbo de quatro cilindros e mais dois motores elétricos, entregando cerca de 380 cv. Também é dito nos bastidores que ele é feito sobre a plataforma da picape Ram 1500, fazendo com que seja um utilitário de verdade como o Wrangler, com carroceria sobre chassi.

O Jeep Grand Wagoneer só fará sua estreia comercial em 2021, ainda sem uma data definida. Ele será acompanhado pelo Jeep Wagoneer, embora ainda não existam informações de como eles irão se diferenciar, já que ambos terão capacidade para 7 pessoas.

Fotos: divulgação