Em vez de ganhar a nova geração global, modelo recebeu apenas mudanças leves. E o mesmo pode acontecer por aqui

Os indianos encontraram o mesmo problema que os brasileiros com o lançamento da quarta geração do Honda Fit. Ele acabou ficando sofisticado demais, o que atrapalha o seu lançamento em mercados emergentes. Sem a perspectiva de ver o novo modelo por lá, o Fit atual acabou recebendo uma renovação bem leve no país, aproveitando a necessidade de mexer no motor para atender às novas demandas de emissões no país.

Como as fotos mostram, o Honda Fit recebeu uma atualização muito leve que pode até passar imperceptível. O para-choque agora tem uma faixa preta que sai da grade inferior e passa por cima dos faróis de neblina, onde antes era pintado na cor do carro. Na traseira, a novidade é a faixa cromada logo abaixo do vidro, ao invés do acabamento em preto brilhante como é por aqui.

Galeria: Honda Fit 2020 - Índia

Entre os equipamentos, passa a ter iluminação diurna e lanternas em LED desde a versão de entrada, assim como o câmbio automático do tipo CVT e o controle de cruzeiro. A versão topo de linha ganhou teto solar, item que não é oferecido no Brasil e que também foi novidade do WR-V reestilizado na Índia. A central multimídia foi atualizada, agora com Android Auto e Apple CarPlay.

A outra alteração já é mais específica para a Índia. Como todos os carros precisam atender a uma nova norma de emissões chamada BS6, as fabricantes tiveram que mexer em suas motorizações – ou até tirar modelos de linha, como aconteceu com o Toyota Etios por lá. No caso do Fit, a mudança foi o fim do motor 1.5 turbodiesel, fazendo com que o modelo agora seja vendido apenas com o 1.2 aspirado de 90 cv e 11,2 kgfm. Deixou de ter também a transmissão manual de 5 marchas para usar somente o câmbio automático CVT que simula 7 posições.

Honda Fit 2020 - Índia
Honda Fit 2020 - Índia

Por aqui, aguardamos por novidades em relação ao Honda Fit. Mas já vimos o WR-V reestilizado em testes, que segue exatamente as mudanças do modelo indiano. Será que a mesma reestilização leve vai acontecer com o Fit atual por aqui? Nossas fontes indicam que o novo City Hatch tomará o lugar da nova geração do Fit no Brasil, por ter o projeto mais simples e compartilhar muitos componentes com o sedã.

Fotos: divulgação