Montante será usado para fortalecer base de fornecedores e custear planos de exportação

A Nissan anuncia nesta semana que investirá aproximadamente US$ 130 milhões no complexo industrial de Santa Isabel, na província de Córdoba, na Argentina. A fábrica, que responde pela produção da picape Frontier e da Renault Alaskan para diversos mercados da América Latina, receberá o montante com o objetivo de fortalecer a base local de fornecedores e, ao mesmo tempo, custear planos de expansão para novos mercados de exportação.

Com a aplicação, a marca espera aumentar o índice de nacionalização das picapes, além de equipá-las com novas tecnologias para atender às mais recentes normas de emissões. O investimento, vale lembrar, se soma aos US$ 600 milhões previamente anunciados pela Nissan em 2015 para produção local da Frontier, que desde o dia 31 de julho de 2018 passou a ser feita em solo argentino para abastecer principalmente o mercado doméstico e o Brasil.

Galeria: Nissan Frontier 2020 - Brasil

“Há dois anos iniciamos a produção da Nissan Frontier na Argentina como parte do nosso projeto ambicioso de crescimento no país e em toda a região. Apesar dos desafios que todo o setor está enfrentando, a Nissan continua apostando fortemente na Argentina e renova seu compromisso com o país", disse Guy Rodriguez, Chairman da Nissan América Latina.

Embora a marca não tenha confirmado, tudo indica que o investimento também custeará adaptações para produção local da Frontier reestilizada, que será apresentada no final do ano com uma série de novidades. Segundo especulações, a picape herdará o projeto dinâmico desenvolvido pela Mercedes-Benz para aplicação na finada Classe X e receberá modificações no chassi e em partes da arquitetura eletrônica.

Fotos: Divulgação