Facelift estará disponível nas lojas ainda neste ano, começando pela Coreia do Sul

À venda no mercado internacional desde 2017, o sedã esportivo Stinger, da Kia, acaba de receber importantes atualizações dentro da chamada reestilização de meia-vida. Apresentado nesta semana - inicialmente na Coreia do Sul - o facelift inclui novidades no desenho do conjunto frontal, revisões no arranjo das lanternas e adoção de novas tecnologias na cabine.

Por fora, os elementos internos dos faróis foram ligeiramente modificados, enquanto o para-choque recebeu alterações leves no formato das entradas de ar. Além disso, o logotipo da Kia foi trocado por um emblema do próprio modelo, posicionado logo à frente do capô (exclusividade do mercado sul-coreano). Atrás, as lanternas agora estão interligadas e ganharam nova assinatura noturna - com destaque para os piscas formados por 10 LEDs individuais. Há novidades ainda nas saídas de escapamento e defletores.

Galeria: Kia Stinger 2021

Também são novas as rodas de 18 e 19 polegadas, assim como as opções da paleta de cores da carroceria. O Dark Package, disponível em vários mercados globais, virá agora com difusor traseiro preto brilhante e acabamento escuro para as saídas de escapamento. Na cabine, são destaque a central multimídia de 10,25 polegadas (contra 8" da anterior) e novas opções de revestimento. A iluminação ambiente também foi atualizada e agora dispõe de 64 cores selecionáveis.

Mecanicamente, não foram divulgadas informações. Desde já, há expectativa para adoção dos novos motores 2.5 turbo quatro cilindros de 300 cv e 3.5 V6 biturbo de 375 cv já usados em modelos da Genesis. O Stinger pré-reestilização usa motor V6 3.3 biturbo com 370 cv 52 kgfm de torque.

Fotos: Divulgação