Modelo ficará mais tecnológico e ganhará sistema elétrico de 48 volts

Depois de aproximadamente cinco anos de mercado, o SUV Vitara, da Suzuki, parece realmente próximo de receber importantes atualizações. Conforme adianta a imprensa da Ásia, a fabricante japonesa prepara para o final desse ano o lançamento de uma geração completamente nova e alinhada aos mais recentes padrões tecnológicos e estéticos da categoria.

A apresentação oficial está prevista para outubro e, ao que tudo indica, a chegada aos principais mercados globais da marca acontecerá logo na sequência. Entre outras novidades, o modelo ficará maior, mais tecnológico e visualmente mais atraente - além de entrar para a era da eletrificação ao adotar um sistema de propulsão híbrido-leve.

Galeria: Suzuki Vitara 2019

Visualmente, não haverá grandes rupturas nas linhas gerais, mas sim um processo de amadurecimento do design. Tudo indica que a receita de evolução vista na nova geração do Swift será adotada com o objetivo de imprimir mais esportividade e apelo emocional nas linhas.

Em termos dimensionais, também são esperados avanços. Ao que tudo indica, o comprimento atual de 4,17 metros saltará para 4,20 metros, enquanto a largura de 1,77 m passará para 1,78 m e a altura de 1,61 m para 1,62 m. A distância entre-eixos, porém, será mantida em 2,50 metros, já que a plataforma será basicamente a mesma.

Mecanicamente, a principal novidade ficará por conta da adoção do motor 1.4 K14D Boosterjet de 129 cv equipado com um sistema híbrido-leve de 48 volts. Nesse esquema, um pequeno motor elétrico é instalado e alimentado por uma bateria. O objetivo é auxiliar nas acelerações, de modo a reduzir a força que o motor a combustão precisa fazer e economizar em consumo e emissões. Além de aproveitar as desacelerações para recarregar as baterias, o dispositivo também mantém alguns sistemas do carro em funcionamento.

Fotos: Divulgação e Arquivo Motor1.com

Fonte: IAB