Já longe do Brasil há meses, sedã se despede definitivamente do mundo

Em maio deste ano, o Ford Fusion se despediu do Brasil, mas seguia sendo produzido no México para abastecer o mercado americano, por exemplo. Muito se falava que isso duraria até o começo de julho, porém o sedã conseguiu alguns dias a mais de vida e se despediu desse mundo no dia 31 de julho, abrindo espaço na linha para o novo Bronco Sport. 

Da planta de Hermosillo, o Fusion chegou ao Brasil e fez sucesso. Por muitos anos, foi o líder entre os sedãs grandes e conseguiu até mesmo brigar em alguns meses com diversos modelos de sedãs médios, já que entregava maior porte e equipamentos cobrando pouco a mais. As vendas em queda o tiraram de linha no Brasil em 2020, poucos meses depois de receber sua última reestilização. 

Mas isso faz parte da reestruturação da Ford, que está focada em SUVs e picapes, como o modelo que entrará no lugar do Fusion no México, o Bronco Sport, SUV médio que inclusive será vendido no Brasil em 2021. Do mesmo país, deveremos ter a Maverick, uma picape com o mesmo porte da Toro que deve aparecer em nosso mercado depois do Bronco Sport, do qual compartilha a plataforma. 

Relembre a trajetória do Fusion no Brasil

Galeria: Ford Fusion: a trajetória no Brasil