Chefão da marca na América do Sul comenta sobre retomada pós-pandemia, lançamentos, projetos cancelados e muito mais

Num bate papo franco, o presidente da Volkswagen para a América do Sul, Pablo Di Si falou por mais de 1h30 durante a Live do Motor1.com realizada com os diretores Fábio Trindade e Daniel Messeder. Se você perdeu a entrevista, não tem problema: pode assisti-la em nosso canal no Youtube ou então ouvi-la neste Podcast Especial que preparamos para vocês - o primeiro da série com executivos da indústria automotiva. 

O argentino Di Si já é conhecido entre os jornalistas como um presidente que é "gente da gente", ou seja, que conversa de igual para igual com todos. Prova disso foi a bela atitude do mandatário ao receber os funcionários da fábrica da Anchieta às 5h30 da manhã na retomada da produção depois da paralisação por conta da pandemia. Durante a entrevista, o executivo cativou os espectadores com sua simpatia e assertividade nas respostas, sem "enrolação". 

 

Entre os assuntos mais comentados ficaram, claro, os próximos projetos que a VW prepara para o Brasil e região. Di Si confirmou a estreia do SUV médio oriundo do "Projeto Tarek", que será feito na Argentina será lançado lá e cá quase simultaneamente no primeiro trimestre de 2021. "Terá mudanças em relação ao Tharu chinês para o gosto local", revelou, indicando alterações no visual (já flagradas num protótipo) e acabamento.

Com a mira apontada para o Jeep Compass, vai atuar no hiato entre o T-Cross e o Tiguan AllSpace, enquanto que o SUV mexicano deve perder a versão de entrada de 5 lugares (chamada somente de 250 TSI). Terá motor 1.4 TSI de 150 cv e câmbio automático de 6 marchas a princípio somente com tração dianteira, mas na Argentina já falam numa versão esportiva com o 2.0 TSI de 220 cv e tração integral. 

Concessionária Digital VW

Se o rival do Compass está bem encaminhado, o mesmo não podemos dizer da concorrente da Fiat Toro que a VW preparava. Chamada inicialmente de Tarok, a picape foi mostrada no Salão do Automóvel de 2018 e deveria chegar às lojas até 2022, mas a pandemia fez a marca engavetar o projeto. "Alguns estão congelados e outros foram cancelados mesmo, só vamos decidir mais adiante", comentou Di Si. 

Animado, o ex-jogador de futebol que virou executivo também comentou sobre o futuro do Fox e da linha Gol, entre outros assuntos. Dê o play e confira!

Fotos: divulgação e Motor1.com